23 de Agosto de 2014

Natal 2012

Notícias

publicado em 8/12/2012 às 20h23 :: atualizado em: 8/12/2012 às 20h28

Comerciantes da 25 de Março estimam
vendas de Natal melhores do que em 2011

Consumidores lotaram a rua de comércio popular de São Paulo

Da Agência Brasil


Publicidade

O movimento na Rua 25 de Março, maior centro de comércio popular de São Paulo, foi intenso neste sábado (8), com muitas pessoas antecipando as compras de Natal. A expectativa dos lojistas é que as vendas no Natal deste ano sejam melhores do que em 2011.

Segundo o gerente da loja Armarinhos Fernando, Ondamar Antonio Ferreira, será fácil ter um Natal melhor do que o de 2011.

— Estamos trabalhando com a expectativa de aproximadamente 8% a 10% a mais [nas vendas reais] do que no mesmo período do ano anterior. Da forma como as coisas estão fluindo aqui, acredito que vai ser fácil atingir esse percentual.

A Armarinhos Fernando trabalha com cerca de 180 mil produtos, entre eles, artigos de Natal, lingerie, brinquedos, confecções e papelaria.

Para Ferreira, este sábado foi um dia especial para vendas, pois é feriado em muitas cidades do interior de São Paulo.

— Isso favorece o movimento na região.

O aumento de vendas também é uma expectativa para o Depósito de Meias Ansarah. Segundo a gerente da loja na 25 de Março, Kelrem Marim de Lima, nos finais de ano a loja vende muitas meias, calcinhas, cuecas e lingeries coloridas para o final de ano.

— Nesses últimos três meses, o comércio voltou a reagir dando uma esperança em relação ao ano passado. Nossa expectativa é aumento entre 10% e 11%.

A expectativa dos lojistas, disse Kelrem, é que mais de 1,5 milhão de pessoas passem pela 25 de Março aos sábados e 1 milhão de pessoas nos domingos.

Quem também espera por um aumento nas vendas neste mês são vendedores que têm barracas na 25 de Março. Ricardo Chaves da Silva disse que o que atrai as pessoas para a região durante o Natal é um misto de “atendimento, promoção e preço baixo”.

— Este ano, neste mês, teve um aumento nas vendas. Senti aumento de uns 40% [nas vendas].

Maria das Graças Cavalcanti, de Diadema (SP), diz que faz compras na 25 de Março todos os anos.

— Vale a pena. O mesmo produto que vemos nos shoppings, como esse conjunto de lavabo [ela mostra o produto para a reportagem]: no shopping custa R$ 60 e aqui comprei por R$ 22.

Samuel Lopes também esteve hoje na 25 de Março para comprar os presentes de seus dois filhos. Hoje ele contou à reportagem já ter comprado “várias besteiras para as crianças, inclusive roupas. O preço vale a pena”.

A FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo) estima que o consumo no mês de dezembro na região metropolitana de São Paulo, será R$ 4 bilhões superior em comparação média dos demais meses do ano. Do total, R$ 1,7 bilhão deve ser destinado para a compra de presentes.

A expectativa da federação é que cada família da região metropolitana de São Paulo compre, em média, quatro presentes e gaste entre R$ 60 e R$ 65 em cada um deles.

Em relação a todo o estado paulista, a FecomercioSP projeta que o resultado do Natal deste ano será “ainda melhor” que o do ano passado.

A estimativa é que o comércio paulista fature R$ 44,7 bilhões em dezembro, resultado cerca de R$ 6 bilhões superior ao do ano passado. As compras de Natal e Ano-Novo devem impulsionar o comércio varejista paulista em cerca de R$ 9,8 bilhões.

 
Espalhe por aí:
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!
 
Shopping