Anne-Marie, a voz dos sucessos Alarm e Rockabye, fala com o R7: “Mal posso esperar para fazer show no Brasil”

A cantora britânica está ganhando mais e mais fãs pelo mundo

  • Pop
  • Felipe Gladiador, do R7
A britânica Anne-Marie está bombando
A britânica Anne-Marie está bombando Reprodução/Facebook

Todo o mundo já foi traído de alguma maneira, certo? E essa péssima situação muitas vezes é precedida por um aviso, uma espécie de alarme na nossa cabeça que diz “cuidado”, seja com uma situação, lugar ou pessoa. Foi cantando sobre isso que a britânica Anne-Marie se tornou uma nova sensação da música pop.

Com a voz marcante de Anne, a ótima Alarm é um sucesso no mundo todo e a colocou em evidência. Aos 25 anos, ela já é uma das grandes apostas para 2017 e comprova que não é cantora de um hit só, porque emplacou também a canção Rockabye, uma divertida parceria com o grupo Clean Bandit e o rapper Sean Paul, em primeiro lugar nas paradas do Reino Unido.

O R7 conversou com Anne sobre a sensação de felicidade ao ver sua carreira explodindo em vários países, inclusive no Brasil, onde as duas músicas vivem entre as mais tocadas nos serviços de streaming e também nas rádios. No Spotify, Alarm já foi executada mais de 150 milhões de vezes e Rockabye mais de 81 milhões. 

— É um grande momento para mim. É bem louco que eu não tenho muito tempo para relaxar, mas é absolutamente maravilhoso. Estou muito feliz. Quando fiz meu primeiro grande show no Reino Unido, uma garota do Brasil saiu daí para me assistir lá. Isso é muito doido! Ela se chama Ana e é minha fã desde que eu consigo me lembrar. Ela foi para Londres só para ver meu show. Eu não conseguia acreditar. Eu mantenho contato com ela e tento falar com meus fãs sempre para que eles saibam que eu sou uma pessoa normal e que eu agradeço muito o apoio deles. Eu amo Brasil! Mal posso esperar para fazer show aí.

A música Alarm conta um detalhe da vida de Anne, que descobriu que seu namorado a estava traindo, mesmo que já desconfiasse que ele não prestava.

— Essa é minha primeira grande canção, então eu realmente não sabia se as pessoas se conectariam com ela. Eu não esperava esse sucesso. É melhor não ter expectativas nessa indústria, especialmente quando você está começando. Acho que o principal motivo [para explicar por que tanta gente está curtindo a música] é a história, porque todo o mundo já passou por isso, todos sabem como é essa sensação que eu canto na música. Eu canto sobre coisas pessoais, mas tento passar isso de uma forma para todos se relacionarem. A música é sobre aquela coisa de você escolher os caras maus, sabendo que eles são maus para você, mas mesmo assim você continua com eles. Nessa situação, eu descobri que ele me traía, então escrevi uma música sobre isso e nunca mais falei com ele [risos].

E se você acha que uma música de sucesso leva um tempão para ficar pronta, a verdade é que nem sempre é assim.

— Eu estava em uma sessão de estúdio com dois produtores chamados Steve Mac e Ina Wroldsen e eles são maravilhosos. Eu literalmente só tinha escrito Alarm um dia antes e eu trouxe para o estúdio e contei a história dela para eles, o Steve tocou uns acordes e escreveu a música toda no piano. Eu entrei na cabine de gravação, a Ina produziu e foi tudo muito rápido. Foi fácil de trabalhar com eles, mas às vezes é assim que as melhores coisas surgem, sem complicação e inesperadamente.

Com Rockabye não foi muito diferente. O processo de criação aconteceu sem grandes problemas e agora a canção é um mega hit.

— Eu conheço o pessoal do Clean Bandit há algum tempo, porque eu cantava com o Rudimental e nós nos cruzamos nas turnês. Eles são excelentes músicos e acho que isso é algo que eu já sabia que aconteceria um dia. Eles pensaram em mim, eu entrei no estúdio e a música tem uma mensagem tão boa, então também foi muito divertido, rápido e fácil. Agora a música é número um e eu estou tão feliz.

Em ascensão, Anne foi convidada para se apresentar no tapete vermelho do EMA 2016, prêmio musical da MTV na Europa, um dos mais importantes do mundo.

— Foi incrível! Foi maravilhoso assistir aos outros artistas se apresentando, a atmosfera era ótima, essa é uma premiação muito legal.

Além de cantora e compositora, Anne participou de musicais como Les Misérables, quando ainda era uma criança, e tem outro grande talento: ela é duas vezes campeã mundial de karatê. Ela falou sobre a decisão de deixar o mundo da luta para seguir carreira nos palcos.

—Eu pratico karatê desde os 9 anos, comecei a gostar e vi que tinha jeito para lutar. Eu ainda luto, mas não tanto quanto antes, por causa do tempo. Música sempre esteve em mim, aí eu cresci um pouco e eu decidi começar a escrever, isso tomou conta. Eu acordo de manhã pensando em música, em escrever canções, então acho que essa transição aconteceu naturalmente.

Anne já tem um EP, disponível nas plataformas online como Spotify, Apple Music e Itunes chamado, justamente, Karate. Mas claro que os fãs já querem saber sobre o álbum de estreia dela.

— Eu queria realmente escrever sobre um monte de coisas diferentes. Não sei o que as pessoas podem esperar exatamente do CD, mas há músicas sobre amor, sobre amadurecer, muitos assuntos, então estou empolgada. É difícil de descrever, mas ele é influenciado por R&B e pop. O lançamento com certeza será ano que vem, mas ainda não sei a data exata, talvez mais para a frente do ano.

E já que Anne está acostumada a trabalhar em grupo com outros artistas, quem são as pessoas com quem ela amaria trabalhar?

— Eu adoro o Kendrick Lamar e amaria colaborar com Ed Sheeran porque ele é um excelente compositor. Acho que são eles.

Simpática e fofa, Anne finaliza o papo mandando mais um recadinho para os seus fãs do Brasil.

— Eu quero dizer um “olá” para os meus fãs brasileiros e agradecer muito por me apoiarem. Eu estarei aí no ano que vem, se tudo der certo, então venham me ver. Beijos!

E a gente já está torcendo para que ela venha mesmo, né? 

Assista abaixo a uma excelente apresentação acústica de Alarm.