Esteticista, a profissão em um setor que cresce 10%

Esteticista, a profissão em um setor que cresce 10%

Andreia Landa Pandim

Neste ano de 2016 o Dia do Esteticista, celebrado anualmente em 20 de novembro, é uma ocasião especial para profissionais que atuam na área de saúde e estética. Afinal, trata-se do décimo ano de comemoração desde a data estabelecida pelo projeto de lei nº 54, em 2006. A data representa um verdadeiro marco para esteticistas, cuja regulamentação representa inclusão e reconhecimento de profissionais já qualificados no mercado de trabalho.

Atualmente a profissão ocupa uma posição de extrema importância para milhares de pessoas em todo o Brasil. O cuidado com o corpo e a beleza representa uma grande mudança na forma de se enxergar o conceito de estética na sociedade atual. Muito além de uma questão puramente de vaidade, a atuação do esteticista se tornou fundamental na promoção da saúde e da autoestima.

O Dia do Esteticista é uma boa oportunidade para que se possa discutir sobre a carreira, especialmente sobre a importância que ela possui nos dias de hoje. Além de ser considerada de extrema importância para todos que buscam melhorar a aparência e a saúde, o mercado de estética cresce a cada ano e se tornou uma excelente oportunidade para interessados nessa área de atuação.

De acordo com estudos realizados pela Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), a expectativa de crescimento do setor é de 10% ao ano. Um outro estudo, da consultoria AT Kearney aponta que ainda este ano o Brasil vai superar o Japão como segundo maior mercado cuidados pessoais e beleza, perdendo somente para os Estados Unidos.

Qual a formação necessária para exercer a profissão de esteticista?

O aspirante a esteticista precisa gostar de se relacionar com o público, a fim de oferecer um atendimento diferenciado e cercado de cuidados especiais. O esteticista lida com a saúde de seus clientes, por isso, é fundamental que o profissional possua uma formação adequada e completa. Atualmente há diversos cursos técnicos de nível médio, cursos tecnólogos (com duração de três anos e equivalentes ao curso superior), assim como cursos de graduação em grandes universidades.

Para que o profissional se destaque, é importante ter uma qualificação diferenciada. Atualmente, as clínicas e consultórios estão cada vez mais preferindo profissionais com maior grau de qualificação, como os tecnólogos e os graduados em Estética. Os profissionais podem atuar ainda em academias, laboratórios médicos e na indústria cosmética.

Os cursos formam o profissional para desempenhar diferentes atividades: como realizar procedimentos adequados em estética facial e/ou corporal mediante cada caso, elaboração e aplicação de procedimentos específicos, dentre outros. Diante do crescimento e evolução do setor de Estética, o profissional precisa buscar cada vez mais uma especialização. A área e abrangente e permite diversas atuações. Conheça algumas especializações.

● Limpeza de pele
● Podologia
● Desenvolvimento de cosméticos
● Depilação a laser
● Peeling facial
● Carboxiterapia
● Abdominoplastia
● Aromaterapia

A importância do equipamento adequado para procedimentos diversos

Grande parte dos esteticistas são autônomos, porém, clínicas de spa, consultórios de dermatologia, academias e salões de cabeleireiro também são lugares onde o profissional pode desempenhar suas atividades. Além de o profissional buscar um aperfeiçoamento técnico, é preciso que os produtos e os aparelhos utilizados sejam de procedência confiável. No loja online de Estética da Shopfisio, por exemplo, você encontra equipamentos modernos e de marcas conceituadas na área de saúde e estética.

O post Esteticista, a profissão em um setor que cresce 10% apareceu primeiro em Mundo Conectado.