Revelação pop, Bebe Rexha promete bombar mais ainda em 2017: "É incrível saber que tocam minhas músicas no Brasil"

R7 conversou com a voz de hits como In The Name of Love, Hey Mama e Me, Myself & I 

Bebe Rexha é aposta para 2017
Bebe Rexha é aposta para 2017 Reprodução/Instagram

Talento para escrever músicas que contagiam, voz potente e marcante, carisma, presença de palco e beleza. Os ingredientes perfeitos para o nascimento de uma verdadeira estrela pop. E Bebe Rexha é um dos nomes que se encaixam em todas essas características.

De origem albanesa e nascida em Nova York, a jovem de 27 anos viu sua carreira crescer mais e mais nos últimos anos, escrevendo músicas como The Monster, do Eminem com a Rihanna, que atingiu o primeiro lugar das paradas, Like a Champion, da Selena Gomez, All Hands On Deck, da Tinashe, além de co-escrever e cantar o refrão de Hey Mama, de David Guetta com Nicki Minaj e Afrojack. 

Bebe também explodiu com o sucesso Me, Myself & I, do rapper G-Easy, e atualmente bomba com In The Name of Love, do DJ Martin Garrix, e com seu novo single, I Got You

Em ascensão, Bebe foi chamada pela MTV para ser a apresentadora do EMA 2016, o prêmio europeu da emissora, um dos mais importantes do mundo. E ela promete mesmo ser uma das artistas pop que mais vão bombar em 2017!

O R7 conversou com Bebe para falar sobre os fãs brasileiros, o primeiro CD oficial de sua carreira e a experiência de apresentar um evento de proporções internacionais como o EMA. Veja abaixo!

R7 — Você está vivendo um momento muito bom, certo?
Bebe Rexha — Eu estou me sentindo tão abençoada. Fazer música é algo que eu sempre quis, então estou muito empolgada, especialmente para o novo ano. Eu vou lançar meu CD em 2017, chamado All Your Fault, e depois disso eu quero fazer uma turnê. Espero ir ao Brasil me apresentar, conhecer meus fãs e ganhar mais fãs [risos].

R7 — O que você pode contar sobre o CD? Qual vai ser a sonoridade dele? E já tem uma data de lançamento?
Bebe Rexha —
O CD vai sair no começo de 2017, nós lançamos o novo single agora, mas o álbum deve sair por fevereiro. O CD é uma mistura de pop com urban. Eu tenho uma música com o G-Easy chamada F.F.F. (Fuck Fake Friends), tenho uma música com o Ty Dolla $ign chamada Bad Bitch. É um CD bem forte, as letras são realistas, sobre amor.

Uma foto publicada por Bebe Rexha (@beberexha) em

R7 — I Got You é o seu novo single e é uma música que gruda na cabeça. É realmente muito boa. Você escuta e logo começa a cantar sem nem perceber, então eu estou ouvindo várias vezes [risos]. Como surgiu a ideia para ela?
Bebe Rexha — Ah, que fofo. Muito obrigada! Continue ouvindo repetidamente que eu vou adorar [risos]. Tinha esse cara por quem eu me apaixonei muito e eu tive meu coração quebrado. Você fica um pouco amargo quando isso acontece e tem mais dificuldade de se relacionar depois. É uma música sobre finalmente achar alguém que você gosta e querer levar o relacionamento para outro nível, dizendo “eu estou aqui por você, essa experiência vai ser diferente, pode baixar a guarda”. E pode ser sobre qualquer coisa, não só amor, mas amizade também. É realmente sobre você achar uma pessoa em quem você confie muito e pela qual você faria tudo.

R7 — Eu não sei se você sabe, mas In The Name of Love está tocando nas rádios do Brasil e está sempre entre as mais tocadas do Spotify também.
Bebe — Que maravilhoso, eu não fazia ideia! O Martin [Garrix] é uma pessoa tão bacana. Ele conheceu meus pais e foi tão doce com eles. Martin é muito amigável e talentoso, fiquei muito feliz de trabalhar com ele e de ver que a música se tornou um hit. É incrível saber que tocam minhas músicas no Brasil, um país tão grande. É um sentimento tão maravilhoso saber que as pessoas aí estão ouvindo e gostando.

R7 — Você foi a apresentadora do EMA 2016 e também se apresentou duas vezes na premiação? Como foi essa experiência?
Bebe —
Eu cresci assistindo MTV, vendo as premiações e clipes. Sempre que passava o EMA, eu sentava com a minha mãe na frente da TV e nós assistíamos do começo ao fim, todas as apresentações. Era meu sonho fazer parte do EMA e ser convidada, sendo uma artista nova, para apresentar foi uma honra muito grande. É uma experiência incrível, meus pais estavam lá. Foi uma noite bem louca.

R7 — E falando sobre outra premiação, o VMA. Na edição deste ano, a Britney Spears cantou Me, Myself & I, a sua música, com o G-Easy. O que você sentiu vendo isso?
Bebe —
Me, Myself & I é uma música tão legal que eu fiz com o G-Easy e que ajudou bastante a alavancar minha carreira, foi uma plataforma. Foi uma experiência tão insana ver a Britney cantando minha música porque eu cresci vendo seus vídeos, ouvindo suas músicas. Ela é a rainha do VMA! Eu a conheci depois nos bastidores, ela foi uma fofa e nós tiramos fotos juntas. Ela é demais!

R7 — Você já trabalhou com grandes nomes como a Nicki Minaj, David Guetta, o próprio Martin Garrix, G-Easy, uma lista grande. Com quem você amaria trabalhar?
Bebe —
Meus sonhos de colaboração são Drake e eu amaria trabalhar com a banda Coldplay... talvez Britney um dia, eu amaria.

R7 — Voltando a falar dos fãs brasileiros, nós somos conhecidos por sermos muito ativos nas redes sociais dos artistas que a gente gosta. Você recebe muitas mensagens daqui?
Bebe — Eu sempre recebo mensagens dos brasileiros no meu Instagram, no meu Twitter, no meu Facebook [risos].

R7 — Nós estamos em todos os lugares [risos].
Bebe —
Sim! Meus fãs brasileiros são os mais apaixonados. Eles me mandam fotos, cartas e pedem sempre que eu tente falar algo em português [risos]. Eles são incríveis! Eu amo os brasileiros, estou louca para ir aí.

Veja abaixo Bebe cantando I Got You ao vivo no EMA 2016 e uma performance acústica de In The Name of Love

Look #6 #MTVEMA

Uma foto publicada por Bebe Rexha (@beberexha) em