R7 - Entretenimento

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Entretenimento/Receitas e Dietas/Notícias

Icone de Receitas e Dietas Receitas e Dietas

publicado em 28/05/2010 às 06h00:

Saiba mais sobre a história do hambúrguer

Delícia tem origem controversa, mas ganhou fãs ao redor de todo o mundo

Helena Dias, do R7

No dia 28 de maio é comemorado o Dia do Hambúrguer. Você sabia que esta delícia de carne tem origem bastante controversa?

É comum ouvirmos dizer que ela foi criada em Hamburgo, na Alemanha, em meados do século 17 - e até por isso ela levaria o nome de "hambúrguer". No entanto, segundo Ulli Fuchsloch (sócio-diretor do restaurante Prime Burguer, em São Paulo), a origem do sanduíche é bem mais antiga.

- O hambúrguer começou a ser feito na Mongólia. Os cavaleiros colocavam a carne debaixo da cela para amaciá-la. Na época ainda nem existia a carne moída.
 
Fato é que, no Brasil, o prato ficou popular por volta dos anos 50. Foi quando o tenista norte-americano Robert Falkenburg abriu a primeira lanchonete Bob’s em Copacabana, no Rio de Janeiro, em 1952. 

Nos anos 60, as lanchonetes se tornaram local obrigatório entre os jovens, o que popularizou o sanduíche e o fez virar símbolo máximo do fast-food. O McDonald's, uma das redes mais conhecidas no ramo, chegou ao Brasil em 1979 e hoje conta com 577 lojas.
 
O McDonald's serve hambúrgueres para cerca de 1,6 milhões de brasileiros por dia - o que equivale ao número aproximado de habitantes de Porto Alegre,  capital do Rio Grande do Sul, segundo dados do IBGE. Os lanches da rede são tão famosos ao redor do mundo que, em 1986, a conceituada revista inglesa The Economist criou o “Índice Big Mac” - um indicador do poder de compra das populações, usado costumeiramente em artigos de economia.

Hambúrguer, de fast-food a prato gourmet
 
No início deste século, o hambúrguer continuou sendo sinônimo de fast-food. No entanto, somou também certo status de gourmet - já que foi aprimorado por chefs renomados e ganhou algumas receitas bastante requintadas. Fuchsloch acredita que o surgimento de hamburguerias com pouco jeito de lanchonete e mais cara de restaurante seja um dos motivos dessa evolução gastronômica.  
 
- Até dez anos atrás, só se comia o hambúrguer fast-food. Hoje existem receitas com temperos importados e diferentes. Você pode comer um hambúrguer de altíssima qualidade.
 
Atualmente, as casas se dedicam a criar hambúrgueres com diversos tipos de carnes - como cordeiro, linguiça calabresa, fraldinha, picanha etc.
 
Michel Khodair, coordenador dos cursos do CEG (Centro Especializado em Gastronomia), acredita que as variações de receitas se deram pela necessidade de inovar. O chef, que promove aulas específicas de como fazer hambúrguer, conta que a versão preferida dos alunos é a de calabresa, seguida pela de pernil de cordeiro.
 
- O público está cada vez mais exigente e a concorrência cada vez maior. Tanto no Brasil como no mundo, existem dezenas de hamburguerias. Cada uma cria uma receita especial que vira seu carro-chefe de vendas.
 
No entanto, devido à qualidade, o preço das rodelas de carne também subiu. Em São Paulo, nas grandes hamburguerias, os preços variam de R$ 12 a R$ 30. Em redes de fast-food, a delícia tem preço em torno de R$ 6.
 
Dicas para fazer um bom hambúrguer em casa

Fuchsloch  tem uma dica infalível para quem quer preparar um verdadeiro hambúrguer em casa.

- Antes de colocar a carne na chapa ou na frigideira, faça uma leve depressão com o dedão no centro do hambúrguer (cerca de 0,5 cm para 200 gramas do produto).

O empresário explica que, assim, a carne terá espaço para ser aquecida internamente. Em contato com a chapa, a carne estufa. Com essa área no meio, ele não racha e não elimina sangue.

Veja Relacionados:  hambúrguer, origem, lanchonete
hambúrguer  origem  lanchonete 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping