Retrospectiva 2013 Só deu ele! Wagner Moura estreia em Hollywood e rouba a cena nos cinemas em 2013 

Só deu ele! Wagner Moura estreia em Hollywood e rouba a cena nos cinemas em 2013 

Ator se destacou nas produções Elysium e na brasileira Serra Pelada

Só deu ele! Wagner Moura rouba a cena nos cinemas em 2013 

Wagner Moura com Matt Damon em cena de "Elysium"

Wagner Moura com Matt Damon em cena de "Elysium"

Divulgação

Wagner Moura sempre foi um ator de prestígio no Brasil. Mas, em 2013, ele fez a crítica internacional se render ao seu talento. O astro teve papel de destaque em Elysium e não decepcionou em sua estreia em Hollywood.

E não é para menos. Wagner transformou um personagem que seria secundário em uma das principais qualidades de Elysium. Foi graças a ele que o coiote Spider ganhou um jeito de falar ímpar e passou a andar com uma bengala, por exemplo.  

A chegada do ator ao cinema americano foi ao lado de Matt Damon e Jodie Foster, com direção do sul-africano Neill Blomkamp (Distrito 9; 2009). Mesmo assim o brasileiro roubou a cena. Publicações como The New York Times e Huffington Post classificaram o astro como “brilhante” e “fantástico”.

Wagner Moura aparece irreconhecível em novo filme; Veja fotos de Serra Pelada

“Brilhante”, Wagner Moura cai nas graças da crítica internacional na estreia em Hollywood

No Brasil, o ator já havia se consagrado em produções com VIPs (2010), Cidade Baixa (2005) e a saga Tropa de Elite.

Quando lançou Elysium, Wagner Moura falou sobre a dificuldade de chegar a um lugar completamente diferente e ter de mostrar serviço.

— Esse trabalho foi meio que um chutão na porta. Eu arrisquei muito. Quando eu cheguei lá, pensava em agradar os caras [os produtores]. Se não, eles iam dizer: “chama outra pessoa” [risos].

Em "Serra Pelada", Wagner Moura é o bandido Lindo Rico. O papel é pequeno, mas o personagem se destaca no filme

Em "Serra Pelada", Wagner Moura é o bandido Lindo Rico. O papel é pequeno, mas o personagem se destaca no filme

Reprodução/Facebook

Se o objetivo era agradar, os planos deram certo. Mas Wagner Moura não se deslumbrou com o sucesso internacional.

— É muito difícil para mim fazer um negócio e ficar longe de casa. Eu tenho três filhos. E lá, não conhecia ninguém.

Elysium ainda nem tinha saído de cartaz quando o ator lançou o “drama bang bang” Serra Pelada. Novamente o talento do astro, que também produziu o longa, veio à tona na pele do bandido Lindo Rico. Wagner Moura ficou quase irreconhecível ao aparecer careca em cena.

O que chama a atenção é o jeito quase indiferente com que Wagner Moura fala sobre seus papeis de destaque. A impressão que passa é que tudo é muito fácil e natural para ele.

No ano em que o cinema brasileiro mais apostou nas lucrativas comédias, o ator buscou produções de conteúdo, que nem por isso deixaram de ser comerciais ou ganharam o apelido de filmes cabeças.

Para 2015, Wagner Moura trabalha na adaptação do livro Marighella — O Guerrilheiro que Incendiou o Mundo, de Mário Magalhães. Resta esperar para saber o que vem por aí.

Veja o trailer de Serra Pelada, com Wagner Moura: