• Twitter Created with Sketch.

Família unida na cozinha! Como ensinar os filhos a cozinhar de forma saudável e divertida

Chame todo mundo e desfrute de um bom momento ao lado de quem você ama

Matéria Patrocinada

Think Stock
Cozinhar ajuda a aproximar pais e filhos e também pode ser muito divertido
Cozinhar ajuda a aproximar pais e filhos e também pode ser muito divertido Think Stock

Em tempo de total conexão pela internet, alguns dos velhos hábitos acabam se perdendo. Como, por exemplo, reunir a família toda para preparar a refeição. Muita gente acredita que a cozinha é o coração da casa e nada melhor do que juntar todo mundo para aproveitar um momento de descontração e terminar com um ótimo prato. Quer se inspirar? Então, veja a seguir como levar todo mundo para a cozinha!

Envolver a criança na preparação dos alimentos é um bom caminho para estimular bons hábitos
Envolver a criança na preparação dos alimentos é um bom caminho para estimular bons hábitos Think Stock

1. Ensine a comer bem
Seu filho não gosta de comer verduras e legumes e foge das frutas? Então, essa é a hora de levá-lo para a cozinha! Aguçar o interesse dele desde cedo em cozinhar, pode também incentiva-lo a conhecer melhor os ingredientes. E não deixe de estimular todos os sentidos: faça com que ele toque, cheire e prove cada alimento.

Essa experiência fará com que seu filho jamais se esqueça de você a cada novo prato que preparar, mesmo na fase adulta.
Comece fazendo uma simples salada de fruta. Você pode pedir para que a criança prove cada ingrediente e decida quais farão parte da receita, mostrando que na cozinha há um mar de possibilidades. Você pode ainda servir dentro da própria maçã ou de uma melancia e mostrar que cozinha não é lugar de desperdício!

2. Criando responsabilidade
Levar seu filho para a cozinha também pode ensiná-lo a ter mais responsabilidade. Como? Coloque-o para ajudar a picar os alimentos. Isso fará com que ele sinta que você confia nele e está disposto a colocá-lo em uma posição importante. Você pode pedir a ajuda dele para preparar uma boa salada, picando os tomates e vagens já cozinhas e frias. Para as folhas de alface, ensine-o a rasgar com as mãos: será diversão na certa!
Tome alguns cuidados: os alimentos precisam ser pré-cortados, a faca deve ser usada apenas no momento do corte (sendo colocada na tábua assim que terminar) e sem ponta.

3. Cozinhar é diversão
Seu filho é daquele que já ama jogos eletrônicos e não sai da televisão? Mostre para ele como a cozinha pode ser divertida com uma receita bem simples, como um pão. Ele pode participar de todos os processos e com certeza vai se impressionar com a massa crescendo e se divertir na hora de sová-la. Quando for para fazer o formato, deixe a imaginação fluir!

4. Novas descobertas
Nada melhor do que poder ensinar novas coisas para o seu filho, não é? Uma maneira fácil de fazer isso é usar um mesmo alimento em diferentes processos e mostrar como ele se modifica. Você pode, por exemplo, usar um ovo para isso e apresentar para ele receitas que vão desde um simples ovo cozido até um suflê.

5. Arriscando novos sabores
Depois de fazer as receitas que você já conhece, que tal colocar o seu filho para inventar uma nova com você? Pense com ele nos alimentos que combinam e que podem dar um novo sabor. Já pensou se o resultado dá certo? O prato pode se tornar até uma tradição na família.

6. Viaje sem sair de casa
Aposte nos alimentos típicos de algum país para conhecer mais sobre uma cultura dentro da cozinha. Você pode, por exemplo, fazer uma noite mexicana e, enquanto cozinha ensinar um pouco sobre o país. Uma simples guacamole e um sour cream já darão o clima da noite, mas se você quiser deixar a noite ainda mais típica, não se esqueça do chili. Já pensou se um dia essa viagem se concretiza e vocês podem conhecer o prato que já fizeram juntos? Com certeza será uma experiência única.

7. Aprendendo a adaptar
No cozinha você ensinar a ter jogo de cintura e usar o que tem à mão para adaptar as receitas que vocês adoram. Quer um exemplo? Caso amem sorvete, vocês podem dar uma nova cara ao TANG de sua preferência congelando em forminhas específicas para isso. Você também pode criar versões próprios dos biscoitos ou até bolinhos favoritos do seu filho, que você normalmente compre pronto. Pode até parecer algo óbvio, mas substituições como essas irão ensinar o seu filho a sempre buscar mais de uma alternativa para fazer algo e torná-lo, no futuro, um adulto com uma visão mais ampla até mesmo para solucionar problemas.

  • Espalhe por aí:

Twitter

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!
Access log
Access log