Entretenimento Acordo de acusadora do príncipe Andrew com Epstein deve vir à público como parte de processo civil

Acordo de acusadora do príncipe Andrew com Epstein deve vir à público como parte de processo civil

GENTE-JEFFREY-EPSTEIN-ANDREW:Acordo de acusadora do príncipe Andrew com Epstein deve vir à público como parte de processo civil

Reuters - Entretenimento

Por Luc Cohen

NOVA YORK (Reuters) - O acordo entre o financista falecido Jeffrey Epstein de 2009 com Virginia Giuffre deve vir à público nesta segunda-feira, como parte do processo civil movido por Giuffre acusando o príncipe britânico Andrew de abuso sexual.

O processo de Giuffre acusa Andrew de tê-la forçado a fazer sexo com ele há mais de duas décadas, quando ela tinha menos de 18 anos na casa da ex-sócia de Epstein Ghislaine Maxwell, e de abusos contra ela em duas das casas de Epstein. Giuffre, de 38 anos, busca indenizações não especificadas em um processo civil aberto em um tribunal federal em Manhattan.

Andrew, de 61 anos, nega as acusações de Giuffre e atuou para indeferir o processo, argumentando que Giuffre busca um "dia de pagamento" após suas acusações contra Epstein e seus associados. O príncipe não foi acusado de delitos criminais.

Ele argumenta que um acordo confidencial feito entre Giuffre e Epstein, que ela acusa de tê-la traficado sexualmente quando ela era uma adolescente, o protege de responsabilidade. O advogado de Andrew afirma que o acordo cobre a "realeza" e que Epstein tinha a intenção que o acordo protegesse qualquer um que Giuffre pudesse processar.

O processo civil de Giuffre contra Andrew ainda está no estágio inicial. O juiz distrital dos EUA Lewis Kaplan disse que um julgamento pode ser iniciado entre setembro e dezembro de 2022 se nenhum acordo for firmado.

Uma audiência sobre uma moção de Andrew para recusar o processo está marcada para a manhã de terça-feira.

(Reportagem de Luc Cohen em Nova York)

Últimas