R7 - Entretenimento

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Entretenimento/Bichos/Notícias

Icone de Bichos Bichos

publicado em 19/04/2012 às 10h00:

Aprenda a tornar melhor a vida do seu gato velhinho

Saiba como deve ser a alimentação do bichano e veja outras dicas importantes

Roberta Salles, do R7


Publicidade

O gatinho chega aos 12, 14 anos e não aparenta ter nada. Parece saudável e até brinca como se tivesse poucos anos de vida. O fato é que preciso observá-lo, mesmo com o comportamento aparentemente normal. 

Segundo Luciana Deschamps, veterinária e proprietária da clínica especializada em gatos, Sr. Gato, todo cuidado é pouco.

— É preciso prestar atenção quando o gato faz mais ou menos 12 anos de idade. Nessa fase, o felino entra na fase geriátrica e todos os cuidados necessários para mantê-lo saudável são bem-vindos. 

Luciana alerta para os perigos silenciosos, pois os gatos muitas vezes não aparentam quando estão com algum problema.

— Surpresas desagradáveis podem ser evitadas. Na fase geriátrica do bichano é ideal que se faça um check-up. 

Exames corriqueiros como a retirada de sangue, avaliação da capacidade renal e respiratória são necessárias para manter o gatinho brincando como se fosse novo.

Seu gato está velhinho? Aprenda a cuidar dele seguindo algumas dicas

De acordo com a veterinária, gatos são quietos e, muitas vezes, quando se descobre alguma doença grave, já não há o que fazer. Às vezes os gatos começam a se esconder, a se estressar por aparentemente nada. 

— A medicina preventiva é a melhor saída. Levá-los às consultas, mesmo que uma vez por ano, para que não se estressem demais é mais do que recomendado. 

Cuidados extras para o outono e inverno

Com as temperaturas mais frias, Luciana explica que os cuidados devem ser redobrados. Ela indica que dar um pouco de vitamina C ao bichano e complexo B, encontrados em farmácias de manipulação. 

Para cada copo de requeijão de água a veterinária indica que três gotinhas das vitaminas devem ser colocadas. 

— O gatinho mais idoso, principalmente o de cara mais achatada, é um pouco mais suscetível a doenças como pneumonia e infecções respiratórias. Convém não deixá-lo tomar friagem ou mesmo dar banhos no animal.

Ficar de olho se ele espirra, engasga muito e alimentá-lo com comidas especiais é essencial para a qualidade e prolongamento de vida do bichano. Luciana ensina que a ração deve ser alterada para uma úmida, apesar de alertar que, no Brasil, as rações úmidas estão engatinhando em qualidade.

Mesmo assim, é altamente recomendado que ao menos a ração seca seja menorzinha, com grãos menos duros e indicada para a idade correta do gatinho. 












Você sabe o que é verdade ou mentira sobre os gatos? Faça o quiz e depois confira as respostas aqui

 


Veja Relacionados:  gato idoso, velhinho, cuidados
gato idoso  velhinho  cuidados 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping