A premonição que inspirou Chadwick Boseman a estrelar 'Pantera Negra'

Quando o primeiro super-herói negro da Marvel no cinema foi escalado, o ator revelou que havia recebido 'sinais estranhos' de que ele estava destinado a interpretar o papel do rei T'Challa

    • Cinema e Séries
    • por
      BBC NEWS BRASIL
Chadwick Boseman disse que recebeu sinais assustadores de que faria o papel do rei T'Challa

Chadwick Boseman disse que recebeu sinais assustadores de que faria o papel do rei T'Challa

BBC NEWS BRASIL/Getty Images

O especialista em segurança australiano Charles Carter apresentou Chadwick Boseman ao mundo de Wakanda e disse que ele um dia interpretaria o papel do rei T'Challa. Anos depois, a estrela de Pantera Negra (2018) comentaria sobre a premonição de Carter.

Em 2016, ele concedia uma entrevista ao programa de TV americano Jimmy Kimmel Live durante a turnê de lançamento de Capitão América: Guerra Civil (2016), que marcou a estreia de Pantera Negra no cinema, quando o ator olhou para a câmera, sorriu e disse: "Charles Carter, você estava certo!".

Os dois haviam se conhecido dois anos antes, no set de Deuses do Egito (2016), onde Carter trabalhava como guarda-costas de um dos protagonistas do filme. Mas Carter imediatamente se deu bem com Boseman, que fazia parte do elenco.

Boseman, então com 37 anos, estava se tornando mais conhecido e se cacifando para desempenhar grandes papéis em Hollywood. Ele e Carter se aproximaram por causa de seu gosto pelas artes marciais e boxe.

Carter trabalhava como guarda-costas quando conheceu Boseman

Carter trabalhava como guarda-costas quando conheceu Boseman

BBC NEWS BRASIL/Charles Carter

Carter diz que, quando os dois conversavam, Boseman falava principalmente sobre sua família. "Ele não tinha um estilo 'Hollywood'", diz Carter.

"Ele era amigável e tranquilo, não fingia ter intimidade com as pessoas. Ele nunca disse isso abertamente, mas eu não acho que ele gostava de pessoas brancas chamando-o de 'irmão', exceto eu. Quando isso acontecia, ele se virava, com um olhar muito sutil e calmo, e dizia 'calma lá, não somos assim tão próximos'."

Havia um ar nobre na forma como Boseman dizia isso que não deixava as pessoas ofendidas ao ouvir, segundo Carter. Então, um dia, ele se virou para Boseman e disse: "Eu conheço um papel perfeito para você".

Boseman convidou Carter para assistir à estreia mundial de 'Pantera Negra'

Boseman convidou Carter para assistir à estreia mundial de 'Pantera Negra'

BBC NEWS BRASIL/Charles Carter

Quando tinha 10 anos, Carter ganhou o primeiro gibi do Pantera Negra. Como uma criança crescendo em Sydney, ele ficou fascinado com a nação africana fictícia tecnologicamente avançada de Wakanda, governada pelo rei T'Challa, o Pantera Negra. Ele passou então a colecionar as histórias em quadrinhos do personagem.

Quando Carter perguntou a Boseman se ele tinha ouvido falar do Pantera Negra, o ator respondeu que sim, mas que não conhecia detalhes. Carter teve então uma ideia. Ele foi para casa buscar seu primeiro gibi do personagem.

'Você vai conseguir esse papel'

O que aconteceu a seguir seria contado por Boseman em entrevistas à imprensa anos depois. Em 2016, ele estava no programa americano Live with Kelly and Michael quando disse que "havia sinais estranhos" de que ele interpretaria o Pantera negra.

"Eu tive uma conversa com o segurança no set de Deuses no Egito na Austrália", afirmou o ator. "Falamos brevemente sobre o Pantera Negra, e ele deixou a primeira edição do gibi no meu trailer com um bilhete que dizia 'Você vai conseguir esse papel'."

Carter é um fã do personagem desde que era pequeno

Carter é um fã do personagem desde que era pequeno

BBC NEWS BRASIL/Charles Carter

"Não havia nenhum sinal de que a Marvel iria fazer um filme do Pantera Negra ou mesmo introduzir o Pantera Negra no universo da Marvel no cinema naquela época", continuou Boseman, "mas aquilo ficou na minha cabeça."

Quando o ator repetiu essa história para o apresentador Jimmy Kimmel, Carter estava em seu carro em Sydney. Ao ouvir a entrevista, ele sorriu e se lembrou de uma das últimas conversas que os dois tiveram no set.

"Se algum dia eles fizerem um filme do Pantera Negra, esse gibi valerá muito dinheiro", disse Boseman a Carter.

"Não, é um amuleto de boa sorte que vai ficar com você," Carter respondeu, então brincando, "só não se esqueça de mim quando você for uma estrela."

Boseman foi a única opção para o papel, disse produtor

Após a conclusão das filmagens na Austrália, houve críticas de que o personagem de Boseman em Deuses do Egito era muito estereotipado.

Em entrevista à revista GQ, Boseman disse que concordava com as críticas, mas acrescentou que aceitou o papel porque "as pessoas não fazem filmes de US$ 140 milhões estrelados por negros".

Mas o filme do Pantera Negra já estava sendo discutido nos escritórios da Marvel. Na coletiva de imprensa de lançamento do longa, o produtor Kevin Feige disse que Boseman foi a única opção para o papel.

Quando Pantera Negra foi anunciado e Boseman reconheceu publicamente a contribuição de Carter, o segurança não quis dar entrevistas. "Obviamente, não sou responsável por Chad e o Pantera Negra", diz ele.

"Chad fez isso. Foi mérito dele, sua habilidade, sua beleza, seu incrível talento. Ele fez tudo, e eu não queria que achassem que estava tentando levar o crédito por isso, eu apenas dei um presente pra ele."

Mas, nove dias antes da estreia mundial de Pantera Negra, Boseman enviou uma mensagem a Carter. "Eu sei que é de última hora. Os ingressos para esta estreia são difíceis de encontrar, mesmo para mim. Se acontecer de você estar deste lado do oceano no dia 29, eu tenho um para você."

Carter estava mesmo daquele lado do oceano, trabalhando em Las Vegas. Após a exibição do filme, Boseman convidou Carter para uma festa, onde apresentou sua família e o elenco de Pantera Negra ao segurança.

Sucesso de bilheteria e Oscar

O filme do Pantera Negra foi um dos maiores sucessos da Marvel

O filme do Pantera Negra foi um dos maiores sucessos da Marvel

BBC NEWS BRASIL/Getty Images

Na última vez em que Carter viu Boseman, ele estava radiante, entusiasmado com o sucesso do filme, que faria mais de US$ 1 bilhão em bilheteria e enterraria de vez o mito de que filmes estrelados por negros não faturavam muito. O filme se tornou um marco cultural e o primeiro da Marvel a ganhar um Oscar.

Boseman havia sido diagnosticado havia dois anos com câncer de cólon quando o filme foi lançado, mas não era algo que ele compartilhasse nem mesmo com colegas de elenco.

O próprio Carter não fazia ideia e prefere não compartilhar detalhes do momento em que soube disso ou da última conversa que teve com o ator.

Mas ele sabe que o que Boseman fez pela representatividade de minorias no cinema é maior do que o próprio Boseman.

"Ele mostrou que é possível ter protagonistas diversos, fortes e poderosos, que são campeões de bilheteria", diz ele. "E, quando uma pessoa faz isso, ele inspira muitas outras a seguirem pelo mesmo caminho."

Boseman morreu em Los Angeles no dia 28 de agosto.