Cinema e Séries Acervo da Cinemateca atingido por fogo tinha 2 mil cópias de filmes

Acervo da Cinemateca atingido por fogo tinha 2 mil cópias de filmes

Foram atingidas três salas, duas de filmes e uma de arquivo impresso; 4 toneladas de documentos também foram perdidas

Incêndio atingiu galpão da Cinemateca com documentos secundários

Incêndio atingiu galpão da Cinemateca com documentos secundários

Carla Carniel/Reuters

Um incêndio de grandes proporções atingiu um galpão da Cinemateca Brasileira, na noite desta quinta-feira (29). O espaço fica localizado no bairro da Vila Leopoldina, zona oeste de São Paulo. 

Segundo as primeiras informações divulgadas pela Record News, cerca de 2 mil cópias de filmes e quatro toneladas de documentos faziam parte do galpão que foi tomado pelo fogo. O prédio da Cinemateca que foi atingido pelo incêndio abrigava o acervo secundário, a sede principal da instituição está localizada na Vila Mariana.

A capitão do Corpo de Bombeiros Karina Paula Moreira explicou que o incêndio começou no primeiro andar, devido à uma manutenção de ar condicionado feita por uma empresa terceirizada. "Foram atingidas três salas, duas de filmes, que é acervo histórico, e uma de arquivo impresso", disse. 

A S.O.S. Cinemateca Brasileira, uma rede criada por ex-funcionários do local, informou em nota que vai reunir informações sobre o ocorrido, mensurar qual pode ser o prejuízo e divulgar detalhes dos materiais que estavam no galpão.

Vale lembrar que a Cinemateca estava fechada desde agosto de 2020 e estava enfrentando falta de verbas. 

A Cinemateca Brasileira enfrentou outros quatro incêndios. O último, em 2016, destruiu mil rolos de filmes, correspondentes a 500 obras - a maior parte cinejornais.

Últimas