Cinema e Séries Após tragédia, Baldwin defende presença policial em gravações

Após tragédia, Baldwin defende presença policial em gravações

Ator usou as redes sociais para falar sobre o uso de armas, sejam elas verdadeiras ou de mentira, em sets de filmes e séries 

Nas redes sociais, Alec Baldwin se manifestou sobre a segurança em sets

Nas redes sociais, Alec Baldwin se manifestou sobre a segurança em sets

Montagem R7/Reprodução Instagram/Twitter

Alec Baldwin publicou em suas redes sociais um novo pronunciamento sobre a tragédia que tirou a vida da diretora de fotografia Halyna Hutchins, no set do filme Rust

O astro, responsável pelo disparo que matou Halyna, defendeu a presença da polícia em locais de gravações. 

"Todo filme/programa de TV que use armas, falsas ou não, deveria ter um oficial de polícia no set, contratado pela produção, especialmente para monitorar a segurança dos armamentos", escreveu o ator de 63 anos. 

Durante as gravações de Rust, Baldwin disparou uma arma cenográfica que atingiu Halyna e Joel Souza, diretor do filme. Souza ficou ferido no ombro, mas sobreviveu.

O ator tinha sido informado de que a arma era segura e, segundo o advogado da armeira Hannah Gutierrez-Reed, as balas colocadas na arma eram falsas e a profissional não sabe de onde teria surgido a bala real que matou Halyna e feriu Joel Souza. 

Últimas