Ator diz que apresentar Prêmio Platino é retornar às origens

Omar Chaparro será o apresentador da cerimônia de entrega dos prêmios da indústria audiovisual dos 23 países ibero-americanos

Omar Chaparro vai apresentar o Prêmio Platino

Omar Chaparro vai apresentar o Prêmio Platino

Reprodução/Instagram

O comediante, ator e cantor mexicano Omar Chaparro, que será o apresentador da sétima edição dos Prêmios Platino Xcaret do Cinema Ibero-americano, não escondeu a emoção pelo reconhecimento e considerou a chance de ser mestre de cerimônia, uma volta ao passado.

"Me sinto super lisonjeado. Parece que não, mas estou há quase 25 anos me dedicando ao showbusiness e ao entretenimento. Aqui no México, me conhecem muito como comediante, mas comecei como apresentador de rádio e televisão. Assim, isso é como voltar às minhas origens", afirmou o artista, em entrevista à Agência Efe.

O ator, que fez sucesso recentemente pelo papel de Pedro Infante no filme "Caído do Céu", será o apresentador da cerimônia de entrega dos prêmios da indústria audiovisual dos 23 países ibero-americanos, que acontecerá em 3 de maio, pela terceira vez no Teatro Gran Tlachco, do Hotel Xcaret, na Riviera Maya, no México.

Para Chaparro, o evento tem como uma de suas virtudes a oportunidade de todos os envolvidos com a sétima arte encurtarem as distâncias, se encontrarem e até darem o pontapé inicial para novos projetos.

"Podem acontecer muitas alianças. Que incrível que possamos fazer filmes onde possa estar um mexicano com um chileno, ou com um argentino e onde se escutem os sotaques. No fim do dia, é o mesmo idioma", garantiu o apresentador do Prêmio Platino.

Sobre o atual momento do cinema do México, Chaparro mostrou animado e disse que, desde a trincheira que defende, a da atuação, enxerga um cenário positivo.

"Vejo muitas possibilidades. Está mudando a forma de ver e de fazer cinema. E que incrível que esta dinâmica gere grandes filmes, mas também pequenos e independentes", afirmou o ator.

Os Prêmios Platino Xcaret, inclusive, estão buscando se adaptar aos novos modelos de produção audiovisual, que tem cada vez mais espaço em plataformas de streaming, como Netflix, HBOMax e o Amazon Prime Video.

Por isso, nesta edição serão entregues prêmios para duas novas categorias: melhor ator em minissérie ou telessérie e melhor atriz em minissérie ou telessérie.

Por sua vez, Chaparro afirmou estar em um grande momento profissional. Por exemplo, nestes meses, ele fará apresentações no Texas, nos Estados Unidos.

Em abril, estará em um filme que está sendo produzido pelo também comediante Eugenio Derbez. Já em julho, produzirá e filmará "The Windwalker", segundo ele, "um drama que coloca o dedo na ferida do problema da imigração".

Por último, explicou que para se manter estável, utiliza um mecanismo de defesa: "Tento me focar no que é bom, sem ignorar os problemas como ser humano ou como hispano".

"O cinema sempre foi uma janela para nos afastar do mal, dos problemas, viajar, nos desconectar da realidade. É um alimento divino para a sociedade e para a família", concluiu.