Oscar 2022

Cinema e Séries Chris Rock diz que ainda está processando o que aconteceu no Oscar

Chris Rock diz que ainda está processando o que aconteceu no Oscar

Will Smith tem 15 dias para enviar declaração e se defender antes que a Academia tome medida disciplinar pela agressão na cerimônia

Agência EFE
Will Smith deu tapa em Chris Rock ao vivo

Will Smith deu tapa em Chris Rock ao vivo

Reprodução

O comediante Chris Rock disse nesta quarta-feira (30) que ainda está processando o que aconteceu na noite do Oscar, em seu primeiro pronunciamento público desde que o ator Will Smith lhe deu um tapa ao vivo por causa de um comentário sobre sua esposa.

"Ainda estou processando o que aconteceu, então falarei sobre isso em algum momento. E será sério", disse Rock aos participantes de sua apresentação na "Ego Death Tour" na cidade de Boston, nos Estados Unidos.

O humorista garantiu que, no momento, não tem muito o que falar sobre o assunto e que escreveu o roteiro do seu número antes do fim de semana, quando ocorreram os fatos. O público aplaudiu Rock várias vezes, que respondeu visivelmente emocionado.

Nesta quarta-feira, a Academia de Hollywood convidou Will Smith a enviar uma declaração por escrito sobre sua conduta na cerimônia do domingo (27). O ator tem 15 dias para enviar a declaração e se defender antes que a Academia "tome alguma medida disciplinar", que pode ser "suspensão, expulsão ou outras sanções permitidas nos estatutos".

Além disso, a Academia esclareceu que pediu a Smith que deixasse a cerimônia, mas ele se recusou, embora a organização tenha admitido que "poderia ter lidado com a situação de maneira diferente".

Esse esclarecimento ocorre após uma dos apresentadores da cerimônia, Wanda Sykes, criticar no programa de Ellen DeGeneres a permissividade da Academia com o ator. "Você agride alguém, eles te escoltam para fora do edifício e ponto-final. Mas, para eles deixarem a cerimônia continuar... Achei repugnante", disse Sykes, que depois teve de subir ao palco para continuar o evento.

Segundo ela, o fato de terem deixado Smith desfrutar do resto do evento e aceitar o Oscar enviou "a mensagem errada" aos telespectadores. A Academia também levantou o tom na sua última declaração, considerando a ação de Smith "traumática e profundamente chocante para se testemunhar pessoalmente e na televisão". Além disso, pediu desculpa a Chris Rock, agradecendo ao comediante a "resiliência no palco".

Embora a primeira medida discutida tenha sido a retirada do Oscar que Smith ganhou na noite, como protagonista de "King Richard", a declaração não faz referência a essa possibilidade e generaliza quando fala em aplicar "outras sanções".

O processo disciplinar aberto contra o ator se deve, segundo a Academia, a violações de seus padrões de conduta, incluindo "contato físico inapropriado, comportamento abusivo ou ameaçador e comprometimento da integridade da Academia". O próprio Smith já pediu desculpa na segunda-feira pelo tapa em seu perfil no Instagram.

Últimas