Diretor do Belas Artes quer reverter adiamento de volta do cinema

'Ir ao cinema é uma das atividades mais seguras que existe', declarou André Sturm, que discorda da decisão e vai conversar com prefeito de SP

Sturm disse ser contra decisão da prefeitura de SP

Sturm disse ser contra decisão da prefeitura de SP

Nelson Antoine/08.12.2016/Framephoto/Estadão Conteúdo

A reabertura dos cinemas na cidade de São Paulo, inicialmente prevista para a próxima segunda-feira (27), foi adiada após uma decisão da prefeitura anunciada por João Dória nesta sexta-feira (24). A nova data ainda não está definida, já que o município deverá aguardar a fase verde.

O governo do Estado tinha dado o sinal verde para a retomada das atividades e os cinemas já estavam se programando para receber o público novamente depois de meses fechados por conta da pandemia de covid-19. É o caso do Petra Belas Artes, que reabria as portas no dia 6 de agosto. André Sturm, diretor do local e ex-secretário da cultura de São Paulo, disse ao R7 que vai tentar reverter essa decisão.

"O mercado estava se preparando para reabrir. Claro que se o prefeito tomar essa decisão, vamos respeitar, mas nós vamos entrar em contato com a prefeitura. Eu discordo, acho que não tem sentido", declarou.

Para Sturm, o que pesou no adiamento foi uma pesquisa realizada por grupo de médicos dos EUA indicando que o cinema é um local de alto risco de contaminação de covid.

"Tem uma tabela com cinco graus de risco e o cinema está no quinto grau. Ir ao shopping está em terceiro e ir ao supermercado em segundo. Mas ninguém pode ter sido contaminado nos cinemas se eles estão fechados, não só no Brasil, como no mundo inteiro. Baseado em que eles dizem que o cinema tem risco de contaminação?", questionou o diretor. 

Sturm afirmou que entende a decisão do prefeito, porém discorda da decisão e reforça que ir ao cinema é uma das atividades mais seguras existentes.

"Quando você vai ao supermercado, você fica o tempo inteiro encostando a mão em coisas, escolhendo os produtos. Quando você vai ao cinema, você entra, senta em uma cadeira, fica sentado na mesma cadeira durante duas horas, do seu lado não terá ninguém, porque vai ter uma cadeira vaga, a pessoa da sua frente estará de costas para você. Ir ao cinema é uma das atividades mais seguras que existe. Quero levar dados concretos para o prefeito."

* Estagiária do R7 sob supervisão de Camila Juliotti