Cinema e Séries Festivais de cinema se unem para evento global de streaming

Festivais de cinema se unem para evento global de streaming

Filmes serão transmitidos de graça no YouTube após fechamento de salas de exibição e cancelamento de eventos em Cannes e NY por conta da covid-19

Reuters - Entretenimento
Festival começa dia 29 e vai durar 10 dias

Festival começa dia 29 e vai durar 10 dias

Reprodução/YouTube

Mais de 20 festivais de cinema de todo o mundo se uniram para transmitir filmes de graça no YouTube depois que a pandemia de covid-19 fechou as salas de exibição e forçaram o cancelamento dos eventos anuais em Cannes e Nova York.

Com duração de 10 dias, "We Are One: A Global Film Festival" terá conteúdo com curadoria dos festivais de Berlim, Cannes, Veneza, Sundance, Toronto e Tribeca, entre outros, a partir de 29 de maio, disseram os organizadores Tribeca Enterprises e YouTube em um comunicado emitido nesta segunda-feira (27).

O festival contará com filmes, documentários, música, comédia e conversas. Nenhum detalhe da programação foi anunciado e é improvável que grandes títulos novos que geralmente são lançados em festivais de cinema sejam incluídos.

O cancelamento do Festival Internacional de Cinema de Cannes na França em maio e incertezas sobre os festivais de Veneza e Toronto em setembro por causa do surto de coronavírus privaram os cineastas e estúdios cinematográficos de janelas cruciais para divulgar suas produções novas à mídia e ao público.

Os organizadores do festival de Cannes disseram nesta segunda-feira que têm orgulho de participar do evento no YouTube "para destacar filmes e talentos verdadeiramente extraordinários, permitindo às plateias vivenciar tanto as nuances de como se contam histórias em todo o mundo quanto as personalidades artísticas de cada festival".

Entre os outros festivais incluídos estão os de Jerusalém, Mumbai, Sarajevo, Sydney, Tóquio e Londres.

O festival será transmitido de graça, mas se pedirá aos espectadores que doem para o Fundo de Reação de Solidariedade da Covid-19 da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Últimas