Premiado no exterior, filme de Bárbara Paz chega ao Brasil

Longa conquistou prêmio de Melhor Documentário no Festival de Veneza; exibição ocorrerá no Theatro Municipal de São Paulo neste domingo (20)

Cenas do documentário dirigido por Bárbara Paz

Cenas do documentário dirigido por Bárbara Paz

Divulgação

Babenco – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou, de Bárbara Paz, foi selecionado para a 43ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo. O filme vai ter sua primeira exibição neste domingo (20), às 20h30, no Theatro Municipal de São Paulo. A sessão é gratuita e o ingresso deve ser retirado na Central da Mostra (Conjunto Nacional - Av. Paulista, 2073) na vesperá da exibição ou na bilheteria do Theatro uma hora antes da sessão.  

No mês passado, o filme conquistou o prêmio de Melhor Documentário na Mostra Venice Classics, durante o Festival de Veneza. O júri da crítica independente do festival justificou o prêmio: "Porque o cinema está filmando a memória, porque o cinema está contando a história daqueles que vivem, daqueles que viveram, porque o cinema está comemorando o amor, porque o cinema é amor".

O documentário traça um paralelo entre a arte e a doença do diretor de cinema Héctor Babenco (Carandiru e Pixote a Lei do Mais Fraco). O longa revela medos e ansiedades, mas também memórias, reflexões e fabulações, num confronto entre vigor intelectual e a fragilidade física que marcou sua vida.

Bárbara Paz foi casada com o diretor Héctor Babenco

Bárbara Paz foi casada com o diretor Héctor Babenco

Divulgação

"Estrear esse filme no Brasil na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo tem muitos significados para mim. Primeiro, Hector estreou quase todos os filmes dele na Mostra. Era uma amigo parceiro do festival, do Leon e da Renata. Era nesse festival que ele gostaria de estrear um filme sobre ele. E para mim é muito especial me educou como cinéfila. Eu devo isso a esse festival, por fazer eu viajar por vários países e conhecer tanto do cinema mundial. Estrear meu primeiro longa-metragem documental na Mostra é algo muito forte e bonito”, declarou Bárbara Paz.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Camila Juliotti