Preso por crimes sexuais, Harvey Weinstein tem doença genital grave

Segundo um jornalista que conversou com vítimas do produtor, ele seria portador de gangrena de fournier, que deforma o órgão sexual masculino

Harvey Weinstein foi sentenciado a 23 anos de prisão

Harvey Weinstein foi sentenciado a 23 anos de prisão

EFE/EPA/JASON SZENES

Sentenciado a 23 anos de prisão por crimes como estupro e assédio sexual, Harvey Weinstein teve mais uma parcela da sua intimidade revelada.

O ex-produtor e fundador da Miramax seria portador de gangrena de Fournier, doença que deforma o órgão sexual masculino de homens idosos.

Segundo uma fonte ouvida pela revista Vanity Fair, ele é portador desse problema de saúde, que deforma os tecidos moles do pênis por meio de uma infecção bacteriana. "É uma infecção aguda da região genital, que geralmente atinge homens diabéticos e de meia idade. Alguns pacientes precisam de enxertos no local para reparar a pele e outros necessitam de orquiectomia, que é remoção dos testículos. A deterioção da função sexual é outro efeito colateral", explicou Graydon Carter, ex-editor chefe da revista.

Jessica Mann, uma das várias vítimas de Weinstein, já havia comentado sobre essa deformidade do executivo do cinema em depoimento. "Na primeira vez que o vi completamente nu, eu pensei que ele era deformado. Ele tem uma cicatriz extrema, parece queimadura. Além disso, Harvey não tem testículos, parece que tem uma vagina", explicou.

Além disso, Jessica comentou que as ereções de Harvey eram induzidas por meio medicamentoso e que ele tinha sérios problemas de higiene e fedia.