Cinema e Séries Procurador detalha supostos estupros cometidos por Harvey Weinstein em julgamento em LA

Procurador detalha supostos estupros cometidos por Harvey Weinstein em julgamento em LA

O ex-produtor de filmes já cumpre sentença de 23 anos de prisão por crimes sexuais em Nova York

Reuters - Entretenimento

Resumindo a Notícia

  • Harvey Weinstein está sendo julgado por crimes sexuais em Los Angeles
  • O ex-produtor de cinema responde por 11 acusações na cidade
  • Ele já cumpre sentença de 23 anos de prisão por abusos cometidos em Nova York
  • Promotor do caso detalhou algumas situações violentas cometidas pelo cineasta
Harvey Weinstein responde por 11 acusações de estupro em Los Angeles

Harvey Weinstein responde por 11 acusações de estupro em Los Angeles

Lucas Jackson/Reuters

Um promotor dedisse nesta segunda-feira a um corpo de jurados que eles ouvirão oito mulheres que dizem que Harvey Weinstein as agrediu sexualmente durante seu tempo como um dos produtores mais poderosos de Hollywood.

O homem, que se tornou o principal rosto das acusações do #MeToo há cinco anos, está cumprindo uma sentença de 23 anos de prisão por crimes sexuais em Nova York.

Em Los Angeles, Weinstein está sendo julgado por 11 acusações de estupro e agressão sexual. Ele se declarou inocente.

No início das declarações de abertura, o vice-procurador distrital Paul Thompson ofereceu detalhes gráficos e citações de mulheres que disseram que Weinstein as convidou para quartos de hotel para supostas reuniões de negócios entre 1991 e 2015.

"Ele estava tentando manter seu pênis na minha boca", disse Thompson, citando uma delas.

Ele citou outra que disse que Weinstein a despiu e acariciou seu seio enquanto se masturbava.

Weinstein, sentado no tribunal de terno escuro e gravata, ocasionalmente balançava a cabeça enquanto Thompson falava.

Supostos incidentes envolvendo quatro das mulheres são a base das acusações contra Weinstein. As outras quatro mulheres, que tiveram encontros com Weinstein fora de Los Angeles, serão apresentadas pelos promotores para tentar estabelecer um padrão de comportamento.

Uma das acusadoras de Weinstein é Jennifer Siebel Newsom, documentarista e esposa do governador da Califórnia, Gavin Newsom. Ela vai testemunhar que Weinstein a estuprou em 2005, quando ela estava tentando construir uma carreira como atriz, disse Thompson.

Nenhuma das mulheres falou publicamente na época, disse Thompson, porque temiam que Weinstein "pudesse acabar com suas carreiras". Ele mostrou ao júri pôsteres de filmes como "Pulp Fiction" e "Shakespeare apaixonado", entre outras produções de Weinstein.

Weinstein, de 70 anos, foi condenado por má conduta sexual em Nova York em fevereiro de 2020. Alegações contra ele ajudaram a alimentar o movimento #MeToo de mulheres falando sobre assédio e abuso por homens em Hollywood e além.

Últimas