Relação entre pai e filhos ganha toque mágico em filme da Pixar

Animação 'Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica', que estreia esta quinta-feira (5) no Brasil, conta a história de dois irmãos elfos, Ian e Barley Lightfoot

Cartaz de 'Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica'

Cartaz de 'Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica'

Divulgação

A Pixar já fez filmes sobre brinquedos, peixes, robôs no espaço e carros. Agora, o estúdio de animação está entrando no universo de pais e filhos com o novo "Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica".

Embora o filme esteja situado em um mundo de fantasia habitado por elfos, unicórnios, duendes e centauros, o enredo é profundamente pessoal para o roteirista e diretor Dan Scanlon.

A animação, cuja estreia internacional está prevista para quarta-feira, conta a história de dois irmãos elfos, Ian e Barley Lightfoot, que recebem uma varinha mágica para ressuscitar seu pai por um dia.

No entanto, o feitiço não sai como planejado: o pai retorna apenas da cintura para baixo, deixando os adolescentes com um par de calças falantes, a menos que possam encontrar outro objeto mágico para convocar a outra metade do pai.

Scanlon disse que baseou seu filme em um desejo dele e do irmão de conhecer o pai, que morreu em um acidente de carro quando eram crianças.

"É totalmente uma terapia pela qual não posso acreditar que a Pixar pagou", brincou Scanlon.

"É a cara da Pixar querer fazer algo tão pequeno e real e verdadeiro. Eu não consigo pensar em outro local onde poderíamos ter realizado algo assim e receber o apoio que tivemos durante todo esse tempo", acrescentou.

O diretor levou seu irmão para ver o filme, e a emoção não se conteve.

"Ele me deu o abraço mais longo de sua vida e da minha. Não houve muitas lágrimas envolvidas de imediato, mas, no nosso próprio jeito, foi bem especial e maravilhoso", afirmou.

Os atores Tom Holland, de "Homem-Aranha", e Chris Pratt, de "Guardiões da Galáxia", dublam os irmãos Lightfoot.

"Eu meio que sempre quis ser o irmão mais velho. Nunca tive uma oportunidade. Sempre fui o mais novo", confessou Pratt, que realiza seu desejo na animação.

Holland, que é o primogênito de sua família, disse que "na verdade, é bem legal ser o mais novo para variar".

Por Rollo Ross