'Star Wars: A Ascensão Skywalker' prefere agradar fãs a ser melhor

Episódio 9 da franquia marca todos os pontos necessários para conquistar público cativo, mas apela para nostalgia em narrativa mal desenvolvida

Rey e Kylo Ren continuam a viver dualidade no novo longa

Rey e Kylo Ren continuam a viver dualidade no novo longa

Reprodução

Quando se tem um público cativo e sempre ávido por mais, o passo mais seguro que se pode dar é entregar a este público exatamente o que ele quer. Mas essa não parece ser, necessariamente, a melhor decisão a se tomar.

O universo do entretenimento está sempre em evolução. Desde que os irmãos Lumière passaram o filme do trem chegando à estação, muito já foi acrescentado e criado para ampliar as opções tanto para criadores quanto para o público.

Um grande catalizador destas mudanças que pudemos acompanhar foi a internet. Com ela, as pessoas passaram a ter maior facilidade no acesso a conteúdos antes inalcançáveis e passaram a ter voz ativa de verdade na criação dos próximos lançamentos.

C3PO e R2D2 seguem como únicos presentes em toda a saga

C3PO e R2D2 seguem como únicos presentes em toda a saga

Reprodução

Se você não gostou do filme x por um motivo específico, é certo que na rede você encontrará uma comunidade de outras pessoas que concordam com este ponto. Com isso, mudanças são feitas no topo da escala (como recentemente foi o caso do visual do Sonic no filme do personagem) para atender e agradar o maior público possível.

Por este ponto de vista, a nova trilogia de Star Wars tem seus dois primeiros pontos em completos opostos. Se o Episódio 7 introduzia os novos protagonistas em meio a doses cavalares de nostalgia e até utilizando das mesmas fórmulas para conquistar o público, o Episódio 8 pegou qualquer expectativa e as atirou tão longe quanto Luke o fez com o sabre de luz em uma de suas primeiras cenas.

O primeiro, foi bem recebido por público e crítica, já o segundo, apesar de manter o bom desempenho entre especialistas, viu sua avaliação do público despencar e seu diretor, Rian Johnson, ser tido como grande vilão da história por quebrar as expectativas.

Rey segue seu treinamento para se tornar uma Jedi

Rey segue seu treinamento para se tornar uma Jedi

Reprodução

Com isso, chegamos ao Episódio 9: Ascenção Skywalker. De volta às mãos de J.J. Abrams, a saga tem em sua conclusão a grandiosidade esperada, mas, apesar dos diversos momentos emocionantes, a falta de impacto e sobra de clichês faz com que o gosto final não seja tão doce.

Abrams parece uma criança mimada, que ao ver seus brinquedos sendo explorados de modo diferente por algum amigo, os toma de volta e tenta apagar qualquer mudança que tenha sido feita no caminho que havia trilhado.
O longa parece tentar apertar todos os botões necessários para emocionar os fãs. E de fato consegue fazer os apaixonados pela saga rirem, se preocuparem e verterem lágrimas. O problema é que tudo parece muito mais mecânico e movido à nostalgia do que uma história verdadeiramente impactante.

Batalhas de sabre de luz povoam o longa

Batalhas de sabre de luz povoam o longa

Reprodução

As próprias cenas demonstram esta falta de inspiração, com planos simples e pouco variados. Por outro lado, o ponto positivo segue sendo a trilha de John Williams, mas que, novamente, busca a inspiração dos temas clássicos para criar a atmosfera de sequência buscada.

No roteiro é onde encontramos a principal bagunça do longa. Tentando retomar de onde parou em O Despertar da força, apagando o máximo possível de Os Últimos Jedi e ainda acrescentando mais ingredientes a uma fórmula já recheada, os produtores dão voltas e mais voltas para chegar a um final que, apesar de não ser óbvio antes de se entrar na sessão, se torna cada vez mais previsível conforme a narrativa vai se desenrolando.

Os grandes contadores de histórias dizem que, com o tempo, a própria narrativa cria vida e decide para onde deve ir, cabendo a quem escreve apenas seguir esta linha e respeitar os arcos narrativos. Talvez essas deveriam ser as pessoas ouvidas na hora de construir este capítulo final de uma das franquias mais importantes da história, não a dos fãs na internet.