Teoria da conspiração acusa Tom Hanks de ser pedófilo

Conhecido como QAnon, organização de anônimos das redes sociais propagam notícias não confirmadas sobre Hollywood na rede social 4Chan

Ator é acusado de envolvimento com pedofilia

Ator é acusado de envolvimento com pedofilia

Divulgação

Tom Hanks é uma das grandes estrelas de Hollywood que nunca teve seu nome envolvido em grandes polêmicas. Mas isso mudou desde que um grupo de anônimos nas redes sociais tem acusado o ator de estar envolvido com uma rede mundial de pedofilia.

Conhecido como QAnon, o grupo surgiu na rede social 4Chan e se espalhou pelo Reedit, Instagram, Facebook e Twitter. O perfil dos usuários é declaradamente conservador e pró-Trump. Entre outras ações, já esteve envolvido no caso do Pizzagate, que acusa políticos democratas de traficar crianças a partir de uma pizzaria de Washington D.C. 

Assim como qualquer teoria da conspiração de internet, tem espectro amplo e ataca várias militâncias e figuras das quais discorda política e ideologicamente. No entanto, até agora, as acusações não foram confirmadas e continuam apenas sendo tratadas como boatos.

No caso das estrelas do cinema, o QAnon utilizou principalmente canais e perfis populares para propagar notícias não comprovadas sobre o envolvimento de nomes como o de Hanks com pedofilia. No fim de julho, uma busca pelo nome dos dois na platafoma de vídeos resultava em diversos links sobre o tema.

Sarah Ruth Ashcroft, que tem 45 mil seguidores no Twitter e é uma das mais famosas propagadoras das teorias do QAnon, reforçou as acusações dizendo ter sido violada pelo astro de O Resgate do Soldado Ryan quando tinha apenas 13 anos. Mesmo sem ter como provar o que disse, o post gerou inúmeros vídeos que tratavam do assunto.

Spielberg é famoso por incluir atores mirins em filmes

Spielberg é famoso por incluir atores mirins em filmes

Divulgação

Para sanar a propagação de uma informação que mancha diretamente a imagem de uma figura pública, porém sem provas, o YouTube filtrou os resultados pelo nome do ator e os vídeos com esse teor não aparecem mais em primeiro plano nas buscas. Mas basta digitar por Tom Hanks + pedofilia e alguns resultados são encontrados facilmente.

Já Steven Spielberg, conhecido por trabalhar com atores mirins em filmes durante toda a carreira, é apontado como abusador por perfis famosos entre apoiadores do QAnon. O mais popular é Isaac Kappy, um ator coadjuvante de filmes como Thor que resolveu usar as redes sociais para fazer esse tipo de denúncia.

O caso ficou tão grande nos Estados Unidos que até mesmo a Casa Branca se posicionou sobre o assunto e garantiu que, apesar do QAnon ser pró-Trump, eles rejeitam esse tipo de movimento. "O presidente condena e denuncia qualquer grupo que incite a violência contra outro indivíduo e certamente não apoia grupos que promovam esse tipo de comportamento", diz comunicado emitido pela secretária Sarah Sanders no início de agosto.

Até o momento, nem estúdios e nem representantes dos atores citados se manifestaram.