Cinema e Séries Tom Cruise criou uma 'escola de pilotos' para os atores de 'Top Gun: Maverick'

Tom Cruise criou uma 'escola de pilotos' para os atores de 'Top Gun: Maverick'

Jay Ellis, Tarzan Davis e Danny Ramirez contam como foi a experiência de aprender a pilotar um avião

  • Cinema e Séries | Pedro Garcia, do R7

Resumindo a Notícia

  • Atores de 'Top Gun: Maverick' aprenderam a pilotar avião para o filme
  • Cenas foram gravadas em aviões de verdade no ar
  • 'Ninguém pode ensinar a pilotar um avião melhor que Tom Cruise', diz Jay Ellis
Jay Ellis, Danny Ramirez e Tarzan Davis interpretam pilotos em 'Top Gun: Maverick'

Jay Ellis, Danny Ramirez e Tarzan Davis interpretam pilotos em 'Top Gun: Maverick'

Reprodução/IMDB

Uma escola de cinema, atuação e avião. É assim que atores de Top Gun: Maverick descrevem os bastidores da produção. No filme, que se tornou o mais rentável da carreira de Tom Cruise, o elenco viveu na pele a experiência de estar nos ares em um jato de alta velocidade que faz acrobacias. As cenas de voos, treinamentos dos pilotos e batalhas aéreas foram gravadas com os pilotos em aviões de verdade no céu.

Tom Cruise, além de protagonizar o filme no papel do lendário piloto Pete Maverick, foi um dos produtores do longa e queria que o elenco soubesse qual é a sensação de ser um piloto de verdade e estar em um jato de caça. Por isso,  montou uma "escola de avião" para os novos atores, como conta Jay Ellis, que interpreta Payback.

"Foram 40 horas de treinamento de voo, voamos em três tipos de avião. Fizemos isso assim que assinamos o contrato para estar no filme, de agosto de 2018 a janeiro de 2019. Só depois começamos a entrar nos F/A-18 e voar. O propósito disso era ficarmos confortáveis nos jatos, sentir como é ser piloto", relata Jay.

O ator diz que, nos treinamentos, ele e os colegas de elenco aprenderam a decolar, pousar, falar com a torre de comando, fazer acrobacias e, o mais importante, criar a resistência necessária para aguentar a pressão nos jatos. "Não tem outra pessoa no mercado cinematográfico que possa ensinar a pilotar um avião melhor que Tom Cruise. Ele não é apenas um piloto na vida real, e pilota os próprios aviões, mas já voou em muitos filmes que fez", afirma.

Tarzan Davis, que dá vida a Coyote, diz que a experiência de aprender a pilotar foi "incrível" e lembra que alguns atores chegaram a vomitar durante os treinos. Ele conta que, hoje em dia, Danny Ramirez, ator por trás do personagem Fanboy, é um "garoto crescido", mas entrega que o colega tinha medo de avião antes de trabalhar em Top Gun: Maverick. "Agora eu amo! Para mim, entrar em um carro e em um avião é a mesma coisa", rebate Danny.

Em Top Gun, filme original que estreou em 1986, Tom Cruise contracenava majoritariamente com homens brancos. Mais de 30 anos depois, a realidade é outra. Jay Ellis e Tarzan Davis são homens negros, Danny tem ascendência latina, e todos interpretam pilotos de alto nível.

Jay Ellis diz que Tom Cruise e Jerry Bruckheimer, que também atuou em Top Gun e é um dos produtores da sequência, sabiam que o primeiro filme não é um exemplo de diversidade e queriam mudar isso em Top Gun: Maverick. O ator também diz que essa era uma questão de respeito com os verdadeiros pilotos e militares dos Estados Unidos, pois são pessoas de diferentes raças e etnias.

"Meu pai foi da Força Aérea americana quando eu era criança, e viajávamos muito. Era muito diverso, tinha pessoas de todos os lugares que trabalhavam lá. Fazer parte desse filme, com um elenco que reflete o mundo em que vivemos, para mim, foi incrível", diz Jay.

Tarzan Davis concorda com o colega de elenco. Para ele, como sempre se soube que seria um filme de grande alcance, era essencial ter representatividade em todas as etapas da produção e colocar nas telas personagens com quem o público se identificasse.

"Fazer parte do maior filme do ano e estar nesse lugar que todos podem olhar na tela e ver alguém com quem se identifiquem é uma posição importante. Ainda tem um longo caminho pela frente, mas estamos na direção certa", completa Danny Ramirez.

Os três atores também destacam a figura de Tom Cruise no set de filmagem. Para eles, além de ensinar os novos atores a pilotar, o astro de Hollywood compartilhou o conhecimento que tem sobre a indústria do cinema e foi essencial para criar um ambiente agradável nos bastidores.

Danny lembra de uma regra que Tom Cruise instituiu no primeiro dia de filmagem. O ator conta que o veterano disse que todo profissional, independentemente do cargo ou experiência, poderia fazer qualquer pergunta e tirar a dúvida que quisesse. Segundo ele, isso contribuiu para que o trabalho com o artista se tornasse a "experiência de aprender cinema mais única de todas".

"Você pode pagar todo o dinheiro do mundo e ir para as melhores universidades, mas tem coisas que ninguém pode ensinar a você como o Tom Cruise em um set. Ele foi muito agradável em dividir o conhecimento dele com a gente", completa Tarzan.

Jay diz que, além de colega de trabalho, o ator por trás de Pete Maverick se tornou um amigo para o restante do elenco. Ele conta que chegou a ligar para o astro e pedir a opinião dele sobre projetos profissionais.

"Tantos dos meus filmes favoritos e lembranças da infância foram construídos ao redor de personagens que ele interpretou. Conheci, trabalhei com ele todos os dias e percebi que ele ama muito isso e sempre tem o público na cabeça. Ao passar por esse processo, Tom Cruise se torna um coach, um amigo e produtor. Dá para ver todos esses lados, ver tudo de Tom quando ele vai trabalhar. Parece que fomos a uma escola de cinema, de atuação e de pilotos, tudo comandado pelo Tom Cruise ao mesmo tempo", conclui.

Últimas