Cinema e Séries Woody Allen planeja aposentadoria do cinema após próximo filme

Woody Allen planeja aposentadoria do cinema após próximo filme

Cineasta, que fará 87 anos, disse que pretende se "concentrar em escrever" e que seu último longa será parecido com Match Point

Agência Estado

Resumindo a Notícia

  • Woody Allen planeja se aposentar do cinema em breve e descreve como será seu último filme
  • Ele quer trocar as telonas pelos livros, a fim de escrever contos e o seu primeiro romance
  • Ao longo da carreira o diretor foi indicado 24 vezes ao Oscar e levou prêmios mais de uma vez
  • Sua trajetória também é marcada por acusações de abuso sexual contra a filha, Dylan Farrow
O cineasta Woody Allen pretende se aposentar do cinema e se dedicar à literatura

O cineasta Woody Allen pretende se aposentar do cinema e se dedicar à literatura

Reprodução

O cineasta Woody Allen revelou que pretende se aposentar em breve. "Meu próximo filme será o de número 50, acho que é um bom momento para parar. Minha ideia, em princípio, é não fazer mais cinema e me concentrar em escrever, esses contos e, bem, agora estou pensando melhor em um romance, que seria o meu primeiro", afirmou em entrevista ao jornal espanhol La Vanguardia, no sábado, (17).

Ele ainda afirmou à publicação que seu último filme se passará em Paris e "será parecido com Match Point, emocionante, dramático e também sinistro".

Questionado sobre as diferenças entre escrever um livro ou roteiro de cinema, Woody Allen compara: "Na literatura, você tem que ser muito exigente e preciso. Você passa grandes períodos de tempo pensando em uma única palavra ou uma frase, durante várias horas, descobrindo como ela funciona naquela oração. Os escritores realmente bons que conheço passam um dia ou dois para polir uma única frase. É um trabalho obsessivo."

"No cinema, posso me limitar a escrever: 'Olá! Posso passar?' e logo, através da maquiagem, do figurino e do diálogo com os atores, guiando sua entonação, seu movimento, já enchemos de sentido e conotações essa saudação. Mas, no livro, tenho que fazê-lo só com o que escrevo. O cinema é muito mais fácil!", conclui.

24 INDICAÇÕES AO OSCAR

O diretor, que completa 87 anos de idade no próximo mês de dezembro, já recebeu indicações ao Oscar ao longo de cinco décadas distintas, tendo vencido o prêmio de melhor diretor por Annie Hall, em 1978. Ele também recebeu o Oscar de melhor roteiro original por Annie Hall (1978), Hannah e Suas Irmãs (1987) e Meia-Noite em Paris (2012). Ao todo, foram 24 indicações da Academia ao longo da carreira.

Entre alguns de seus trabalhos mais reconhecidos estão Stardust Memories (1980), A Rosa Púrpura do Cairo (1985), Alice (1990), Tiros na Broadway (1994), Ponto Final - Match Point (2005), Vicky Cristina Barcelona (2008), Meia-Noite em Paris (2011) e Blue Jasmine (2013).

Acusações de abuso sexual

Outro ponto marcante da trajetória de Woody Allen foram as acusações de abuso sexual. O diretor foi denunciado por sua filha adotiva Dylan Farrow, acusado de tê-la molestado no sótão de casa quando tinha sete anos, mas as acusações foram consideradas inconclusivas. O documentário Allen vs. Farrow, que aborda o tema, foi lançado pela HBO em 2021, com o diretor considerando-o como um "trabalho de demolição crivado de falsidades".

Sobre artistas que se recusam a atuar em seus filmes, ou afirmam se arrepender de ter feito isso no passado, disse, em entrevista ao Conversa com Bial, em 2021: "Eles têm a impressão errada. Talvez um dia entendam isso, talvez não, eu não sei, mas essa é a minha perspectiva sobre isso".

Últimas