R7 - Entretenimento

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Entretenimento/Cinema/Notícias

Icone de Cinema Cinema

publicado em 13/07/2011 às 18h40:

Diretor do último Harry Potter fala sobre sua carreira

O britânico David Yates é o responsável por quatro dos oito longas-metragens da série

Reuters

Publicidade

O diretor britânico David Yates passou os últimos seis anos e meio de sua vida levando às telonas o mundo mágico de Harry Potter. O cineasta de 47 anos fez os últimos quatro filmes dos oito baseados nos livros da escritora J.K. Rowling.

Esta semana, enquanto a franquia chega ao fim com o lançamento de Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2, Yates conversou com a Reuters sobre o ponto final na experiência épica e quais são seus planos para o futuro.

Conheça os principais vilões de Harry Potter
Você sabe de qual filme de Harrison Ford é esta cena?
Trailer do novo Sherlock Holmes traz muita porrada

Reuters - Por que você aceitou fazer estes filmes?
David Yates - Foi uma oportunidade boa demais para ser recusada. Eu não tinha lido os livros quando me convidaram. Eu falei "meu Deus, preciso ler um dos livros". Foi tão engraçado e encantador, então eu rapidamente li o segundo.

Era difícil abandonar aquele mundo, e, depois que comecei, todo o mundo foi ótimo. Me convidaram a continuar dirigindo, e eu disse 'sim'. Me convidaram para continuar novamente, aceitei mais uma vez, e depois disso eu não quis ser o sujeito que fez os dois filmes do meio.

Reuters - Como o filho do meio?
Yates - Exatamente. Quando você é o filho do meio, ninguém o leva a sério. Então continuei.

Reuters - Foi uma decisão consciente manter o ambiente desse último filme bastante maduro?
Yates
- Uma maneira de fazer com que a série toda permaneça relevante é fazer com que ela amadureça juntamente com o público, e isso foi a coisa mais importante para mim.

O público pode ter tido 6, 7 ou 8 anos quando começou; agora são pessoas de 16, 17 ou 19 anos. Elas não querem mais ser tratadas como crianças e assistir a coisas bonitinhas. Outra coisa é que as crianças pequenas adoraram levar um susto. Eu adorava um susto quando era pequeno.

Reuters - Agora que você já tem esses blockbusters em seu currículo, qual será seu próximo passo?
Yates - Vou fazer um filme pequeno, enxuto, com um orçamento minúsculo. Ainda não sei o que vai ser. Com filmes grandes, você fica um pouco mimado, porque tudo está à mão. E isso não é saudável. A gente precisa se afastar disso e voltar a sentir um desafio.

Reuters - Seu primeiro filme foi When I was a Girl (1988). Como você cresceu desde então, como diretor?
Yates
- Uau. Quase morri para fazer aquele filme. Tinha 16 minutos de duração e quase acabou comigo. Porque o primeiro filme é o filme mais difícil de fazer. É doloroso. Naquela época eu estava muito mais interessado nas lentes, nas câmeras e todos os equipamentos. A gente fica obcecado pelas coisas erradas.

Eu mudei sobretudo porque hoje me preocupo com as coisas que realmente importam, ou seja, a história, a atuação, o roteiro e a encenação.

Reuters - Que características você gostaria que as pessoas procurassem quando sabem que estão assistindo a um filme de David Yates?
Yates
- Essa é uma pergunta que me fazem com frequência e é muito difícil de responder. Mas perguntei a (o produtor) David Heyman, "por que vocês me escolheram e por que me mantiveram por quatro filmes?".

E ele disse: "Seu trabalho possui humanidade. Você realmente ama os personagens, e há calor humano e empatia nos personagens. Gosto disso". Honestamente, não faço ideia. Quando eu me aposentar, vou olhar para trás e saberei.

Fique por dentro do mundo do Cinema aqui

Saiba tudo o que rola em Moda, Jovem, Música e muito mais! 

Saiba tudo sobre as celebridades internacionais no Estrelando
 

 
Veja Relacionados:  David Yates,Harry Potter
David Yates  Harry Potter 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping