R7 - Entretenimento

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Entretenimento/Cinema/Notícias

Icone de Cinema Cinema

publicado em 17/10/2010 às 09h15:

Uruguai e Brasil destinarão cerca de R$
500 mil anuais para a realização de filmes

Por ano, serão selecionados no máximo dois longas-metragens, sendo um de cada país

AFPAFP

Publicidade

O Instituto de Cinema e Audiovisual do Uruguai (ICAU) e a Agência Nacional de Cinema (Ancine), do Brasil, destinarão quase R$ 500  mil (cerca de US$ 300 mil) anuais para a realização de duas produções conjuntas, após a assinatura nesta sexta-feira (15) de um protocolo de cooperação entre os dois países.

Segundo o acordo assinado em Montevidéu, o objetivo é favorecer a expansão do número de filmes em coprodução entre os dois países e aumentar a presença de obras cinematográficas uruguaias e brasileiras nos dois mercados, como parte das medidas que buscam estimular o desenvolvimento de uma indústria cinematográfica dos países do Mercosul (Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai).

De acordo com Manoel Rangel, diretor da Ancine, o objetivo do acordo é construir um espaço diferente, de cooperação, de soberania, a partir de um ponto de vista da fraternidade.

- Este processo de integração sul-americana é um processo de integração vital para a manutenção de nossa cultura, da possibilidade de ter uma voz diferente das vozes dos países dominantes. E nós estamos convencidos de que manter olhares diferentes é uma contribuição indispensável ao processo de desenvolvimento da humanidade.

O diretor da ICAU, Martín Papich, também deu sua opinião sobre o protocolo.

- A balança de troca audiovisual entre nossos países está sendo deficitária. Se observarmos os últimos 20, 25 anos dos audiovisuais no Uruguai, apenas 5% do total foram feitos em coprodução com o Brasil. Por isso a importância deste acordo, que certamente não vai modificar a realidade, mas vai gerar um sinal de que estamos indo nessa direção.

Os institutos darão apoio financeiro a projetos de longas-metragens de ficção, documentários e animações destinados a serem exibidos em salas de cinema.

Através de uma Comissão Binacional, serão selecionados no máximo dois longas por ano, um de cada país. No primeiro ano de execução do Protocolo, o ICAU fornecerá apoio num valor equivalente a R$ 166 mil (aproximadamente US$ 100 mil) e a Ancine, R$ 332 mil (aproximadamente US$ 200 mil). 

Veja Relacionados:  Uruguai, Brasil, cinema, coproduções
Uruguai  Brasil  cinema  coproduções 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping