Após ser humilhado, guarda ganha homenagem de  Xuxa

"Meu eterno baixinho", disse a apresentadora ao GCM Cícero Hilário Roza Neto, humilhado por um desembargador enquanto trabalhava

GCM diz que é fã de Xuxa

GCM diz que é fã de Xuxa

Reprodução/Instagram

Cícero Hilário Roza Neto, guarda muncipal que foi humilhado por um desembargador que andava sem máscara no litoral de São Paulo, foi homenageado por Xuxa nas redes sociais. Assim que o caso ganhou os noticiários, a apresentadora manifestou apoio ao policial com as seguintes palavras.

"Vocês deixam eu falar um palavrão? Seu policial, parabéns, muito obrigada mesmo. Tomara que tenha mais e mais pessoas como você. E seu desembargador... vai... passear, vai (e com máscara)", escreveu ela. 

Ao tomar conhecimento da homenagem, Cícero revelou em um vídeo ser fã da rainha.

"Eu queria agradecer a ela pelo carinho. Eu vi a postagem dela no Instagram, recebi várias mensagens de amigos meus informando que ela me parabenizou pelo ato. Queria dizer que sou muito fã dela, sou ainda um baixinho dela, e ela ainda é minha rainha. Quando eu vi essa postagem dela, eu fiquei emocionado", contou o guarda. 

Xuxa compartilhou no Instagram a gravação com Cícero e o agradeceu por ser um exemplo à sociedade. "Hilário (meu eterno baixinho), nós que te agradecemos, você é um exemplo. Beijos da tia Xuxa", escreveu a apresentadora no Instagram após descobrir que o guarda é seu fã.

Ver essa foto no Instagram

Hilário ( meu eterno baixinho), nos que te agradecemos , vc é um exemplo. Bjs da tia Xuxa

Uma publicação compartilhada por Xuxa Meneghel (@xuxamenegheloficial) em

Entenda o caso

Um vídeo que passou a circular nas redes sociais, no domingo (19), mostra o desembargador Eduardo Almeida Prado Rocha de Siqueira chamando um guarda-civil municipal, em Santos, de “analfabeto” após ser abordado por não utilizar máscara de proteção enquanto caminhava pela praia.

Nas imagens, o guarda pede “por favor” que ele coloque o item de proteção —obrigatório por meio de decreto estadual desde o dia 7 de maio. Siqueira, no entanto, se recusa e afirma que “decreto não é lei”. Diante disso, o guarda desce do veículo e comunica o cidadão que ele será multado.

Contrariado, o desembargador pega o celular e diz que vai ligar para Sérgio Del Bel, secretário de Segurança de Santos. Durante a suposta conversa com o secretário, ele faz questão de ressaltar o cargo que ocupa e, na sequência, diz: “Eu estou aqui com um analfabeto”.

O guarda finaliza o preenchimento do ato de infração e entrega para Siqueira, que rasga o documento, joga no chão e continua andando.