Caso Ana Hickmann

Famosos e TV Cesar Filho fala sobre tentativa de assassinato de Ana Hickmann: "Todos nós fomos atingidos"

Cesar Filho fala sobre tentativa de assassinato de Ana Hickmann: "Todos nós fomos atingidos"

Apresentador abriu o programa Hoje em Dia desta segunda-feira (23) falando sobre o caso

  • Famosos e TV | Do R7

Cesar Filho abriu o Hoje em Dia lamentando o episódio sofrido pela colega de programa Ana Hickmann

Cesar Filho abriu o Hoje em Dia lamentando o episódio sofrido pela colega de programa Ana Hickmann

Reprodução/Rede Record

Cesar Filho abriu o programa Hoje em Dia desta segunda-feira (23) falando sobre a tentativa de assassinato que Ana Hickmann, sua colega de atração, sofreu neste sábado (21), em Belo Horizonte.

— Todos nós fomos atingidos, só quem vive uma situação parecida é que pode dizer.

O apresentador ainda falou sobre Rodrigo Augusto de Pádua, o atirador.

— Esse rapaz não era um fã. Ele era um maníaco.

O jornalista ainda elogiou Gustavo Corrêa, cunhado de Ana Hickmann.

— Se não fosse uma atitude heroica do Gustavo, nós estaríamos vivenciando uma tragédia ainda maior. Ele estava premeditado a matar a Ana e quem estivesse lá para defendê-la.

O que se sabe do caso até agora

A Polícia Civil de Minas Gerais já ouviu a apresentadora Ana Hickmann e o cunhado dela, Gustavo Corrêa, após ataque sofrido pela família no sábado (21) em Belo Horizonte. Um atirador identificado como fã invadiu o quarto do hotel em que ela estava e atingiu a cunhada da apresentadora, Giovana Oliveira. Giovana está internada e passa bem.

Ao R7, a Polícia Civil informou que, além de Ana e Corrêa, o cabeleireiro da apresentadora, Júlio Figueiredo, 37 anos, também foi ouvido. Ele estava no quarto no momento em que o suspeito, Rodrigo Augusto de Pádua, de 30 anos, entrou e ameaçou o grupo. Figueiredo, no entanto, não foi ameaçado. Os depoimentos duraram cerca de quatro horas e a polícia trabalha com a hipótese de que o crime foi premeditado e informou que a briga entre Corrêa e Pádua — que acabou com a morte do atirador — ocorreu dentro do quarto após o suspeito disparar e atingir Giovana.

Para o delegado que acompanha o caso, Flavio Grossi, o fato de o suspeito ter se hospedado no mesmo hotel que a apresentadora um dia antes do crime indica que ele já tinha o plano de tentar atacar Ana. Pádua deu entrada no hotel e pagou a hospedagem com o cartão de crédito do pai. Em depoimento, a apresentadora informou que não conhecia o atirador e que nunca tinha visto Pádua. Segundo a polícia, ele não tentou se aproximar dela para pedir foto ou autógrafo.

Já Corrêa relatou à polícia que só viu o atirador uma vez antes do crime, no restaurante do hotel. O suspeito se envolveu em uma pequena confusão no local, que, para a polícia, pode até ter sido provocada para chamar atenção de Ana. Os depoimentos ocorreram na noite de sábado e, neste domingo (22), Ana já estava em casa, em São Paulo.

Leia mais:

Ana Maria Braga se solidariza com Ana Hickmann: “Eu espero que ela fique bem”

Renata Alves fala sobre tentativa de assassinato de Ana Hickmann: "Fiquei em choque, não acreditava"

Ana Hickmann se manifesta pela 1ª vez após atentado: "Nunca pensei que o ser humano fosse capaz disso"

Acesse o R7 Play e assista a programação da Record quando quiser

Exclusivo: abalada, Ana Hickmann relata momentos de terror na mira de atirador:

Últimas