Coronavírus

Famosos e TV Com covid-19, Luciano Szafir segue internado no RJ: 'Febre dele baixou'

Com covid-19, Luciano Szafir segue internado no RJ: 'Febre dele baixou'

Ator de 52 anos, que no mês passado participou do casamento da filha, Sasha, foi infectado pelo novo coronavírus pela 2ª vez no ano

  • Famosos e TV | Do R7

Resumindo a Notícia

  • Luciano Szafir, de 52, segue internado no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro
  • Ator foi encaminhado para a unidade após ser reinfectado pelo novo coronavírus
  • No mês passado, Luciano Szafir marcou presença no casamento da filha Sasha
Ator foi encaminhado para a unidade após ser reinfectado pelo novo coronavírus

Ator foi encaminhado para a unidade após ser reinfectado pelo novo coronavírus

Reprodução/Instagram

Luciano Szafir, de 52 anos, segue internado no Hospital Samaritano, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. Na terça-feira (22), o ator foi encaminhado para a unidade após ser reinfectado pelo novo coronavírus.

Guilherme Abreu, empresário do apresentador, confirmou que o quadro está evoluindo bem e que os médicos conseguiram reduzir a febre. "Ele está no quarto, com a saturação boa. A febre baixou. Há uma possibilidade dele vir para casa no fim de semana", disse o porta-voz, ao R7

É a segunda vez que o famoso é diagnosticado com a doença. Em fevereiro, Szafir usou as redes sociais para agradecer o apoio de fãs e amigos. "Muito obrigado pelo carinho de todos, eu estou bem assessorado."

À época, por meio da internet, o ator disse ainda que apesar de sentir dores de cabeça e no corpo, estava bem. "Sintomas relativamente leves e se Deus quiser logo, logo estarei na ativa novamente. Desejo muita saúde a todos e um beijo no coração", contou.

No mês passado, Luciano Szafir marcou presença no casamento da filha, Sasha Meneghel, com João Figueiredo, em Angra dos Reis. A celebração, que contou com poucos familiares e amigos, aconteceu na casa de Xuxa. De acordo com Junno Andrade, namorado da apresentadora, todos os convidados fizeram testes de covid-19.

Últimas