Com perna amputada por covid-19, ator completa 50 dias de internação

Nick Cordero saiu do coma há cinco dias e venceu uma série de complicações, no entanto, segue intubado em um hospital nos Estados Unidos

"Eu acredito!", disse a mulher sobre recuperação do ator

"Eu acredito!", disse a mulher sobre recuperação do ator

Reprodução/Instagram

Internado há 50 dias em um hospital nos Estados Unidos tratando complicações da covid-19, o ator Nick Cordero, da série Law & Order, ainda não tem previsão de alta. No entanto, a expectativa da mulher, a dançarina Amanda Kloots é grande. No domingo (17), ela voltou às redes sociais para atualizar o estado de saúde do marido e afirmou acreditar na recuperação de Cordero.

"Eu realmente sinto falta desse cara. É o dia 49 no hospital para Nick. Temos uma nova hashtag #offthevent porque nosso novo objetivo para Nick é que a infecção pulmonar melhore, para que possamos começar os testes de respiração e tirá-lo do ventilador! Esses são grandes objetivos, mas EU ACREDITO! Temos um exército atrás dele que aplaudiu, cantou e rezou para que ele acordasse, agora precisamos acreditar que isso pode acontecer!", escreveu ela. 

Nesses 50 dias, Nick Cordero passou por uma avalanche de acontecimentos. Em abril, o caso do ator chamou a atenção da imprensa pela forma como a doença veio se desenvolvendo. No início, quando o artista apresentou os primeiros sintomas, ele e a mulher, desconfiavam de que Cordero havia sido diagnosticado de forma errada com pneumonia, o que se confirmou quando o teste para o novo coronavírus deu positivo para a doença. À época, no Instagram, Amanda disse: "Meu marido está lutando como um campeão".

Médicos testam ator para tirá-lo da ventilação mecânica

Médicos testam ator para tirá-lo da ventilação mecânica

nick cordero

No dia 18 daquele mesmo mês, Amanda retornou às redes dizendo que Nick havia tido um problema de coagulação de sangue. Uma cirurgia tinho sido feita, porém, não havia dado certo, resultando na amputação da perna direita. "Deixaram-no em aparelhos anticoagulantes, mas novas complicações surgiram, como aumento da pressão e hemorragia interna nos seus intestinos, [...] a coagulação sanguínea tomou a perna direita dele. Portanto, foi necessário optar pela amputação", contou Kloots em vídeos no Instagram. Os médicos ainda implantaram um marcapasso no ator após ele apresentar disritmia cardíaca.

Dez dias depois, em 28 de abril, Amanda Kloots contou ao jornal The Sun que o marido havia contraido um novo vírus no hospital onde estava internado. “Eles (os médicos) estão tentando ter certeza que a febre dele não evolua, então estão fazendo alguns testes para descobrir qual vírus é a fonte dessa febre”, explicou Kloots.

Ainda no final de abril, um exame feito no ator detectou que Nick estava com buracos no pulmão típicos apenas em tabagistas. Amanda lamentou a notícia. "Ontem foi um dia muito difícil. Devido à covid-19, os pulmões estão severamente danificados. Os médicos disseram que é como se ele tivesse sido um fumante por 50 anos. Há buracos no pulmão do Nick. Não queremos isso".

As boas notícias vieram há cinco dias, com Nick fora do coma. Embora esteja com um quadro que evolui positivamente, o ator de 41 anos ainda tem dificuldades para abrir os olhos, pois o longo período intubado o fez perder muita força muscular.