Com traumatismo craniano, Claudia Rodrigues deixa UTI de hospital

Boletim médico divulgado pela assessoria de imprensa da atriz informou que ainda não há previsão de alta hospitalar da artista

Atriz precisou ser induzida ao coma para realizar exames

Atriz precisou ser induzida ao coma para realizar exames

Reprodução

Foi divulgado na tarde desta sexta-feira (7), o primeiro boletim médico de Claudia Rodrigues. Segundo informações, a atriz sofreu traumatismo craniano após uma queda. Internada no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, desde 28 de janeiro, a artista segue em recuperação e apresenta sinais diários de melhora clínica. "A paciente está acordada, respirando espontaneamente e recebeu alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) hoje. Não há previsão de alta hospitalar", informou o comunicado.

Em coleiva de imprensa realizada nesta tarde, Adriane Bonato, empresária de Claudia, negou os rumores de que a atriz tivesse tido uma crise convulsiva. "Fiquei muito chateada com esse boato. Ela não teve convulsão. A Claudia teve uma desaltonomia, e ela estava sozinha no quarto da clinica onde ela estava internada e caiu com a cabeça diretamente no chão", disse. 

Diferentemente do que as notícias davam conta,  Adriane afirmou que Claudia Rodrigues não deu entrada no hospital em coma. "Ela entrou insconsciente no hospital devido ao traumatismo craniano. Aí ela foi induzida ao coma para fazer os exames, devido a agitação muscular que ela estava tendo no corpo", explicou.

"Ontem [quinta-feira (6)], ela saiu da UTI depois de ser estudada dois dias atrás, sendo levada para uma semi-intensiva. Hoje, ela já sentou em uma cadeira. Claudia está consciente, já está respondendo tudo que perguntam. Ela voltou ao normal. Mas claro, ela ainda tem dificuldades para falar por conta do trauma que ela sofreu. Está com dificuldade de ficar em pé. Ela perdeu toda a massa muscular que ela tinha adquirido esses anos por conta da sedação e da medicação", acrescentou a empresária. 

Claudia Rodrigues é portadora de esclerose múltipla. A atriz luta contra a doença desde o ano 2000.