Marília Mendonça

Famosos e TV Emocionada, Simone relembra Marília Mendonça: 'Carinhosa'

Emocionada, Simone relembra Marília Mendonça: 'Carinhosa'

A sertaneja disse que ainda está muito abalada com tudo o que aconteceu, mas que está tentando seguir em frente

  • Famosos e TV | Do R7

Emocionada, Simone relembra Marília Mendonça: 'Carinhosa'

Emocionada, Simone relembra Marília Mendonça: 'Carinhosa'

Reprodução/Instagram

Simone Mendes, dupla de Simaria, voltou a usar as redes sociais, nesta segunda-feira (8), e refletiu sobre a morte trágica da amiga, Marília Mendonça, após um acidente aéreo na última sexta-feira (5).

"O dia começa... Precisa seguir, a gente precisa continuar fazendo o que Deus nos chamou para fazer. Confesso para vocês que ainda estou bem triste. Não é fácil. Começo a pensar em um monte de coisas na vida. A gente começa a pensar nos filhos, na vida. A gente sempre vai trabalhar pensando em voltar para os braços daqueles que nos amam, a família. Também não dá para questionar as coisas de Deus, tudo é no tempo dele", começou ela.

A artista relembrou a amizade que tinha com a Rainha da Sofrência. "Marília era muito carinhosa comigo. Ela sempre me mandava mensagens. Enfim, Fica o vazio, a saudade. Fica a importância do legado que ela deixou, a história que ela escreveu jamais será apagada. Agora a gente precisa seguir e cumprir o que Deus nos chamou para fazer", completou.

O acidente

A morte de Marília Mendonça pegou a todos de surpresa e provocou uma onda de comoção em todo o Brasil. A cantora, que nos últimos anos se transformou no maior fenômeno do sertanejo e alçou as mulheres a protagonistas do gênero musical, morreu aos 26 anos, nesta sexta-feira (5), após a queda do avião em que estava na serra de Caratinga, em Minas Gerais.

O avião que levava a famosa e mais quatro pessoas decolou de Goiânia com destino a Caratinga, em Minas Gerais, onde ela faria uma apresentação na noite de sexta-feira (5), e caiu em um local de difícil acesso, na zona rural de Piedade de Caratinga, a cerca de 300 km de Belo Horizonte e a apenas 5 km do aeroporto de Ubaporanga, onde deveria pousar.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para atender à ocorrência e constatou, no local, que todos os cinco ocupantes haviam morrido. Os militares precisaram abrir a fuselagem para retirar as vítimas, que estavam presas às ferragens.

Assista ao vídeo:

Últimas