Famosos e TV Fabiana Cozza renuncia papel de Dona Ivone Lara em musical

Fabiana Cozza renuncia papel de Dona Ivone Lara em musical

Cantora foi considerada "branca demais" por parte do movimento negro; ela havia sido indicada para o papel pela família da sambista

Ivone Lara ao lado de Fabiana Cozza: ativistas queriam artista "mais negra"

Ivone Lara ao lado de Fabiana Cozza: ativistas queriam artista "mais negra"

Leonardo Gola/Reprodução/Instagram

A cantora Fabiana Cozza renunciou neste fim de semana ao papel de Dona Ivone Lara. Em carta pública divulgada neste domingo (3), ela diz que “racismo no Brasil virou papo de gente ‘politicamente correta’” e a sambista precisa, neste momento, ser interpretada por “outra artista, mais preta”.

Fabiana Cozza é paulistana, filha de pai negro e mãe branca, e grande conhecedora do trabalho da sambista, que morreu em abril. Ela inclusive chegou a fazer uma série de shows em homenagem a Dona Ivone.

Mas parte do movimento negro não aprovou a seleção da cantora para a personagem por considera-la branca demais para o papel.

— Renuncio porque falar de racismo no Brasil virou papo de gente “politicamente correta”. E eu sou o avesso. Minha humanidade dói fundo porque muitas me atravessam. Muitos são os que gravam o meu corpo. Todas são as minhas memórias.

O anúncio de Fabiana Cozza para o musical foi feito na última quarta-feira (30). A indicação para viver a protagonista da peça foi uma indicação dos próprios familiares de Dona Ivone Lara.

— Renuncio por ter dormido negra numa terça-feira e numa quarta, após o anúncio do meu nome como protagonista do musical, acordar “branca” aos olhos de tantos irmãos. Renuncio ao sentir no corpo e no coração uma dor jamais vivida antes: a de perder a cor e o meu lugar de existência. Ficar oca por dentro. E virar pensamento por horas.

Fabiana Cozza tem mais de 18 anos de carreira

Fabiana Cozza tem mais de 18 anos de carreira

Kriz Knack/Divulgação

A renúncia repercutiu neste domingo tanto no movimento negro quanto artístico. O músico Chico César lamentou publicamente o episódio.

— A imensa artista negra Fabiana Cozza viu-se obrigada a renunciar ao papel da eterna Dona Ivone Lara num musical sobre esta rainha porque setores do movimento negro a consideram “branca”, ou negra de menos. Tremenda injustiça, imenso e desagregador tiro no pé de quem persegue assim um irmão ou uma irmã militante da causa afro-brasileira.

A equipe de Dona Ivone Lara — Um Sorriso Negro — O musical ainda não sabe como fica o elenco após saída de Cozza. O espetáculo tem direção de Rildo Hora.