Coronavírus

Famosos e TV Joaquim Lopes celebra alta de pai, de 87 anos, após covid-19

Joaquim Lopes celebra alta de pai, de 87 anos, após covid-19

Ator contou que a mãe dele também precisou ser internada, e que hoje, os dois se encontraram pela primeira vez após 38 dias

  • Famosos e TV | Do R7

Resumindo a Notícia

  • Joaquim Lopes comemorou alta médica do pai
  • Dr. Antônio tem 87 anos e ficou internado por 38 dias
  • Mãe do ator, de 82 anos, também foi infectada e passa bem
  • Ator acredita que a vacina recebida pelos pais ajudou a doença não avançar
Ator mostrou o reencontro da mãe com o pai após 38 dias de internação

Ator mostrou o reencontro da mãe com o pai após 38 dias de internação

Reprodução/Instagram

Joaquim Lopes usou as redes sociais, nesta quinta-feira (1º), para comemor a alta médica do pai, que ficou 38 dias internado com covid-19.

"Vim aqui hoje para contar algo para vocês que eu não tinha  falado e para dizer que estou muito aliviado. Hoje, depois de 38 dias internado, meu pai, Dr. Antonio, teve alta, graças a Deus. Há mais ou menos 40 dias, ele e e minha mãe foram diagnosticados com a covid. Foi um susto. Meu pai está com 87 anos, minha mãe com 82. Tiveram que ser internados. Tiveram melhoras, tiveram pioras, dias bons, dias ruins. Graças a Deus não precisaram ser intubados. E hoje, pela primeira vez, eles estão se reunindo", contou.

Em uma série de posts no stories, o ator agradeceu toda equipe médica que cuidou dos pais e disse ainda sobre a aflição que foi passar por esse período.

"Eu consegui visitá-los somente na semana passada, estava há 30 dias sem vê-los, só falando pelo telefone. E no começo fiquei uns 12 dias sem nem falar no telefone. Então, vocês imaginam o meu desespero", contou.

Pai de gêmeas, de três meses, Joaquim temeu que os pais não tivessem a chance de rever as netas.

"Eu ficava só pensando que eu queria muito que eles pudessem segurar as netinhas deles no colo, que eles ainda não conseguiram fazer isso, e agora vão conseguir. Estou muito feliz, primeiro dia que eu acordo em muito tempo respirando aliviado", confessou.

Joaquim encerrou dizendo que acredita que as duas doses da vacina que os pais tomaram foram fundamentais para a recuperação dos dois.

"Graças ao bom Deus que eles tinham tomado as duas doses. Eu tenho certeza que se eles não tivessem tomado, não estariam aqui", disse. E pediu. "Se você está tendo essa oportunidade, vacine-se, por favor. Vacina com a que tiver, não vamos ficar com essa palhaçada de escolher vacina. Toma a que tiver."

Últimas