Famosos e TV Mayra Cardi começou gostar de comida saudável após morte do pai

Mayra Cardi começou gostar de comida saudável após morte do pai

A influenciadora contou que o pai morreu por complicações de um câncer e que a boa alimentação o ajudou no final da vida

  • Famosos e TV | Do R7

Mayra Cardi começou gostar de comida saudável após morte do pai

Mayra Cardi começou gostar de comida saudável após morte do pai

Reprodução/Instagram

Em um bate-papo com seu seguidores, nesta quinta-feira (14), Mayra Cardi contou os motivos de ter começado a se interessar por alimentação saudável e oferecer programas voltados para o emagrecimento. Segundo a influenciadora, esse desejo começou por conta de seu pai, Mário Cardi, que morreu em 2014  por conta de um câncer e precisou mudar a alimentação.

"Sabe por que eu comecei a trabalhar com comida saudável? Porque eu perdi meu pai de câncer há muitos anos. A gente mudou a alimentação para saudável e ele viveu muito tempo a mais. No fim, ele optou fazer os tratamentos quimioterápicos, que deixam o coração  fraco, e morreu de ataque cardíaco. Desde então, minha vida mudou", começou ela.

Mayra disse que ela também foi diagnosticada com um câncer na tireoide, o que a fariam tomar remédio pela vida inteira, mas se recusou. "Minha relação com a comida começou quando fui condenada a tomar remédio para o coração e para tireoide para o resto da vida. Fiz iodoterapia, porque tive um câncer de tireoide, e eu me neguei a tomar remédio para o resto da vida e resolvi estudar sobre alimentação para ver como eu conseguia mudar isso", explicou.

Por fim, a influenciadora contou porque se nega  a dar comidas que não sejam saudáveis aos seus convidados. "Não sou capaz de dar para as pessoas que eu amo algo que eu sei que faz mal. Se eu sei disso, não como isso, como vou servir isso para as minhas visitas? Esses são meus valores, é o meu trabalho. Eu dedico minha vida a isso, Deus tem um propósito na minha vida com isso, tudo que eu tenho é graças a isso. Eu não poderia ir contra, senão eu seria só dinheiro."

Assista ao vídeo:

Últimas