Coronavírus

Famosos e TV Mister Jam vence covid-19 após ter 80% do pulmão comprometido

Mister Jam vence covid-19 após ter 80% do pulmão comprometido

Produtor musical chegou a ligar para a mãe para passar senhas pessoais já imaginando que não iria sobreviver à doença

'Os médicos ficaram surpresos com essa agressividade da doença', disse ele

'Os médicos ficaram surpresos com essa agressividade da doença', disse ele

Divulgação

Mister Jam, um dos produtores musicais mais influentes do país, deixou o Hospital Santa Catarina, em São Paulo, na última quarta-feira (30), após permancer quase um mês internado tratando a covid-19. Para enfrentar uma infecção que comprometeu 80% dos pulmões, Jam ainda precisou encarar nesse período, 12 dias de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), lutando, como ele mesmo disse, entre a vida e a morte.

Peguei uma variante muito mais agressiva e foi um susto gigantesco

Mister Jam

Ele, que já atendeu nomes como Wanessa Camargo, Claudia Leitte, Zezé Di Camargo e Luciano, Ivete Sangalo, contou ao R7 que jamais imaginou que pudesse ser infectado. Não que duvidasse da doença, até porque os pais dele tiveram a covid, mas não precisaram ser hospitalizados.

"Sempre tive uma saúde de ferro. Me entupia de vitaminas, sempre fiz muita ginástica, mas foi uma infelicidade. Peguei uma variante muito mais agressiva e foi um susto gigantesco", relembrou o produtor.

"Imaginava que ia passar no hospital, iriam me medicar e eu iria voltar para casa. Mas quando eu bati lá para ser examinado, minha saturação de oxigênio já estava baixa, fizemos uma tomografia e a médica resolveu me mandar direto para a UTI", completou.

Mister Jam disse que chegou à unidade médica com 40% do pulmão comprometido. "Isso foi em uma sexta. No domingo, depois de uma nova tomografia, mais 40%. Foi uma coisa avassaladora. Os médicos ficaram surpresos com essa agressividade da doença."

Produtor disse que teve 80% do pulmão comprometido

Produtor disse que teve 80% do pulmão comprometido

Reprodução/Instagram

Os primeiros sintomas foram febre, coriza e falta de paladar e olfato. Na sequência, ele teve falta de ar, febre alta e o corpo mole. "Depois da tomografia mostrar 80% do pulmão comprometido e eu receber a notícia de que seria intubado, liguei para minha mãe para passar as minhas senhas e outras coisas pessoais, porque pensei: 'Vai que eu não volto'. No dia seguinte, antes da intubação, os médicos ainda experimentaram usar um oxigênio de alto luxo que, felizmente, evitou que eu fosse intubado", contou. "Eu só não saí antes do hospital porque a equipe médica descobriu vários trombos na minha perna. Essas tromboses causaram duas embolias pulmonares", acrescentou.

Em casa, o produtor musical, agora, segue uma rigorosa lista de recomedações médicas. A principal é a fisioterapia para a expansão pulmonar. "Eu me sinto com fôlego de idoso. Sempre nadei, mergulhei, mas inacreditavelmente a gente se transforma. Isso foi o que me deixou mais impressionado. Outra questão é a memória meio falha, mas acho que ao longo da fisioterapia isso vai melhorando. E repouso absoluto por 10 dias", contou.

A vontade de voltar à vida ativa e aproveitar cada segundo que a gente tem é a vontade mais forte que eu acho que um paciente de covid acaba levando de lição dessa história toda

Mister Jam

Mister Jam encerrou a entrevista dizendo que a experiência que viveu com a covid o fez sair do hospital uma nova pessoa: "A vontade de voltar à vida ativa e aproveitar cada segundo que a gente tem é a vontade mais forte que eu acho que um paciente de covid acaba levando de lição dessa história toda. Estou vendo o mundo com um outro ângulo, com outros olhos. É um renascimento".

Últimas