R7 - Entretenimento

Buscar no site
Eu quero um e-mail @R7
Esqueci minha senha

27 de Maio de 2016

Você está aqui: Página Inicial/Entretenimento/Famosos e TV/Notícias

Icone de Famosos e TV Famosos e TV

publicado em 07/04/2011 às 16h45:

Ganhador do Prêmio Shell aos 28 anos, dramaturgo Leonardo Moreira não abandona simplicidade mineira

Autor de Escuro, ele prepara nova peça e sonha em um dia escrever para a TV

Miguel Arcanjo Prado, do R7


Publicidade

O menino nascido em Areado, pequena cidade de 13 mil habitantes no sul de Minas Gerais, gostava de observar o comportamento das pessoas. Ao contrário das outras crianças, não era muito de sair correndo por aí. Preferia os livros.

Aos 28 anos, Leonardo Moreira chegou ao topo da carreira de dramaturgia teatral brasileira, ao ganhar, com a montagem Escuro, que escreveu e dirigiu com sua Cia. Hiato, três Prêmio Shell, um dos mais respeitados da área: figurino, cenário e, claro, autor.

Apesar de não ter voltado ainda à terra natal, o filho da professora de literatura e do dono do bar da cidade teve notícias de que a notícia da premiação correu por lá. Diante da brincadeira do repórter de que ele pode, a qualquer momento, receber um convite para ser secretário da Cultura do pequenino município, ele devolve, bem-humorado: “Por que não?”.

Leonardo conversou por quase duas horas com a reportagem do R7 em um café na região oeste de São Paulo. Contou que a primeira grande cidade que conheceu foi Ribeirão Preto (SP), onde fez o primeiro vestibular: para cinema, na USP (Universidade de São Paulo). Não passou, mas resolveu continuar por lá, onde conseguiu emprego em uma vídeo-locadora.

O menino que lia um livro por noite virou um jovem obcecado pelos filmes das prateleiras – ele leu toda a Coleção Vagalume, um hit literário de sua geração. Trabalhava na locadora das 18h à meia-noite. Depois, seguia para casa com três fitas debaixo do braço, que devorava madrugada adentro. Quando a grana dava, ainda ia ao cinema.

Desconfiado que queria mesmo ser ator – mas morria de vergonha disso – entrou para um grupo de teatro amador local, com o qual fez a montagem de Os Saltimbancos, o musical infantil de Chico Buarque. Mas classifica a experiência como “horrorosa”. A culpa não foi dos outros atores. É que, naquele momento, “não rolou”, achou que o palco não fosse sua praia. 

No meio do caminho, fez um rápido curso em São Paulo. Boquiaberto com a metrópole, resolveu retornar a Areado com um objetivo: estudar para o vestibular para Artes Cênicas da USP.

Mais resolvido, passou. Chegou à Cidade Universitária, no Butantã com a mala na mão. Não tinha onde ficar. Um veterano solidário lhe cedeu um cantinho no apartamento que tinha no Crusp, o Condomínio Residencial Universitário.

Leonardo Moreira

A nova vida – sem grana nenhuma no bolso – fez com que emagrecesse 40 quilos. É que antes era um pouco gordinho. Mas não se importou muito: viveu a vida universitária intensamente. Formou-se e emendou um mestrado. 

Com o tempo percebeu que tinha habilidade para fazer projetos para editais culturais. E começou a criar coragem para escrever também suas próprias peças. A primeira a ganhar prêmio foi Anônimos, em 2006. Ela abriu caminho para a peça de estreia da Cia. Hiato – formada com um grupo de amigos em quem confiava: Cachorro Morto. A montagem sobre um menino autista cativou o público e a crítica. 

E veio Escuro, a tal peça vitoriosa, com o cotidiano frenético de um clube interiorano repleto de personagens que, de alguma forma, ficam “de fora”, são diferentes. Tal qual era o menino Leonardo.

Diante de tanto êxito, ele não se deslumbra. Muito pelo contrário, fica meio sem jeito quando algumas pessoas se aproximam com aquela intimidade falsa que o sucesso traz. Sem lugar nessa fogueira de vaidades, volta para o seu mundo, onde cria mais uma peça, Jardim, que vai retratar a perda da memória e tem estreia prevista para 27 de maio, no Sesc Belenzinho. 

E é nesta simplicidade que Leonardo Moreira, o dramaturgo que adora conjugar no palco cenas fragmentadas, confessa ao R7 um sonho para o futuro: escrever novelas. Simples assim. E por que, não?

Leonardo Moreira

Veja o site de Rebelde 

Leia tudo sobre o mundo dos Famosos e da TV 

Fique por dentro do que rola em Música, Dietas, Moda e muito mais! 

Veja mais notícias do R7 
Faça seu e-mail no R7 
Acompanhe o R7 no Twitter

 
Veja Relacionados:  leonardo moreira, prêmio shell, escuro, cia. hiato
leonardo moreira  prêmio shell  escuro  cia. hiato 
 
Espalhe por aí:
  • RSS
  • Flickr
  • Delicious
  • Twitter
  • Digg
  • Netvibes
  • Facebook
  • Google
 
 
 
 

Fechar
Comunicar Erro

Preencha os campos abaixo para informar o R7 sobre os erros encontrados nas nossas reportagens.

Para resolver dúvidas ou tratar de outros assuntos, entre em contato usando o Fale Com o R7
Mensagem enviada com Sucesso!Erro ao enviar mensagem, tente novamente!

 

 


Shopping