Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Entretenimento – Música, famosos, TV, cinema, séries e mais
Publicidade

Presidentes de escolas de samba do Rio acusam Unidos da Tijuca de ser favorecida pelos jurados

Escola, que teve problema com alegoria, recebeu notas altas na apuração

Famosos e TV|Do R7


Momento do acidente da Unidos da Tijuca
Momento do acidente da Unidos da Tijuca

O Carnaval do Rio ainda gera polêmica. A decisão de mudar as regras da apuração após os acidentes envolvendo a Unidos da Tijuca e a Paraíso do Tuiuti não foram bem recebidas por presidentes de outras agremiações.

Segundo a coluna de Leo Dias, no jornal O Dia, eles estão descontentes com o cancelamento do rebaixamento para a Série A e com as notas altas que a Unidos da Tijuca recebeu mesmo com o desfile comprometido pelo desabamento de parte de um dos carros.

“Foi decisão da maioria. Eu não estava na reunião da Liesa. Tinha que ter cumprido o regulamento. O fato é que a Tijuca não contou a história do enredo dela. Tinha que descer Eu não vou passar a mão na cabeça de ninguém. A escola tem que pagar pelo erro cometido na Avenida", comentou Jayder Soares (Grande Rio).

Rogério de Andrade, da Mocidade Independente de Padre Miguel, reforça essa opinião e fala que as decisões tomadas de última hora deixam a credibilidade do Carnaval sob suspeita.

Publicidade

"Ela tinha que ser rebaixada. A regra é bem clara! Levar um 9,9 em alegorias com um carro destruído? A mesma nota dada para a Mocidade, que estava impecável? E a harmonia? E a evolução? Esse jurado está louco? Ou ele favoreceu a Tijuca! Tem que ter respeito pela comunidade e pelos foliões! Foram 12 pessoas feridas no acidente com o carrod a Tijuca! E 20 com o carro da Tuiuti! Quem vai ser responsável por isso? Se a Liesa, que é quem regula o Carnaval não puniu ninguém... Pergunto eu: e se fossem 32 estrangeiros machucados? Como ficaria?", questiona.

Mais comedido, Ney Filardis (União da Ilha) prefere encerrar o assunto, porém deixando claro a insatisfação.

Publicidade

"Ninguém aqui aceitou com satisfação esse resultado. Não vou falar mais nada", conclui.

O carro da Unidos da Tijuca que desabou antes do desfile representava o Carnaval de Nova Orleans (EUA) e tinha cerca de 3,5 metros de altura. Os integrantes que se machucaram mais gravemente estavam no topo do carro.

O acidente da Paraíso do Tuiuti deixou ao menos 20 feridos na noite de domingo (26). Desse total, oito foram hospitalizados e uma corre o risco de ter uma das pernas amputada. A escola foi a primeira a desfilar pelo Grupo Especial do Rio na noite de domingo em seu retorno à elite do samba carioca após 16 anos. As duas agremiações terminaram o carnaval nas últimas posições.

Leia mais:

Polícia faz reconstituição do acidente com carro alegórico da Paraíso do Tuiuti na Sapucaí

Polícia Civil apreende carro alegórico da Unidos da Tijuca para fazer perícia

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.