Preta Gil diz que marido contraiu covid-19, mas sem sintomas

Cantora fez live nas redes sociais para explicar que, apesar de não ter mais o vírus, ainda sente algumas dores pelo corpo

Preta Gil e Rodrigo Godoy contraíram covid-19

Preta Gil e Rodrigo Godoy contraíram covid-19

Divulgação

Preta Gil usuou as redes sociais para anunciar que o marido, Rodrigo Godoy, testou positivo para o novo coronavírus.

Diferente dela, o personal trainer teve a doença, mas não apresentou sintomas.

Já Preta Gil, que não é mais portadora do vírus, falou que continua a sentir algumas dores pelo corpo e não está completamente recuperada.

''O vírus pode mexer em quatro pilares da gente, ele pode mexer no sistema nervoso, no nosso coração, no sistema renal e no nosso sistema respiratório. Comigo mexeu em todos, meus brônquios estão cheios de inflamação, mas não é grave, não chega a ser uma pneumonia. Estou zerada do vírus, mas estou com sequela. Ainda não sinto cheiro nem gosto de nada. Meu marido teve e foi assintomático'', disse.

Preta falou como foi o período em que conviveu com o novo coronavírus. ''O vírus entra no nosso organismo e é um furacão. E ele mexe com algumas na gente: no nosso sistema respiratório, no nosso sistema nervoso - paladar e olfato, no sistema renal, tem gente que tem problema renal agravado, eu não tive. O que aconteceu? O vírus foi embora, eu não transmito mais ele para ninguém, mas os danos estão aqui, então eu tenho uma dor de ouvido o tempo todo, chata, que ninguém entende por que... O paladar e o olfato inda não voltaram totalmente e ainda sinto um pouco de tontura. Se eu fico um pouquinho mais agitada dentro de casa eu já sento porque o negócio gira, sabe? Mas o Dr. Davi Uip, que é meu médico, me garantiu que vai passar'', contou.

Preta alertou que a doença pode se instalar sem gerar febre. ''Essa é também outra coisa para a gente ficar atenta porque no começo, há duas semanas, estavam falando em febre, tosse e secreção e eu não tive nenhum dos três. Nem febre, nem tosse, nem secreção, nada. Quem tem diabetes é grupo de risco. Amanhã, se der, eu volto. Mudei minhas prioridades. Estou curada, graças a Deus. Fiquem em casa, não se arrisquem porque essa doença é muito severa e inteligente. É muito rápida a contaminação. Graças a Deus, estou bem, sou privilegiada e tenho muita consciência dos meus privilégios, pude ter acesso a informação, pude fazer meus exames num hospital bacana. E quem não pode? Não queiram! Meus primeiros sintomas foram dor de cabeça muito forte, dor no corpo muito forte e muito calafrio. Fiquem com Deus, se cuidem, não saiam das suas casas, não corram esse risco'', finalizou.