Outer Space Estúdios cortam relações com desenvolvedora de Maneater após presidente se manifestar contra o aborto

Estúdios cortam relações com desenvolvedora de Maneater após presidente se manifestar contra o aborto

Os estúdios americanos Shipwright Studios e Torn Banner Studios anunciaram que estão encerrando seus contratos com o Tripwire Interactive, desenvolvedor de Maneater, depois que o presidente deste último se manifestou contra o aborto. John Gibson, presidente do Tripwire Interactive, com sede na Geórgia, postou um tweet no sábado aplaudindo a decisão da Suprema Corte dos… O post Estúdios cortam relações com desenvolvedora de Maneater após presidente se manifestar contra o aborto apareceu primeiro em Outer Space.

Outerspace
Estúdios cortam relações com desenvolvedora de Maneater após presidente se manifestar contra o aborto

Estúdios cortam relações com desenvolvedora de Maneater após presidente se manifestar contra o aborto

Outerspace

Os estúdios americanos Shipwright Studios e Torn Banner Studios anunciaram que estão encerrando seus contratos com o Tripwire Interactive, desenvolvedor de Maneater, depois que o presidente deste último se manifestou contra o aborto.

John Gibson, presidente do Tripwire Interactive, com sede na Geórgia, postou um tweet no sábado aplaudindo a decisão da Suprema Corte dos EUA de não intervir na aprovação de uma lei do Texas que proíbe o aborto após seis semanas, sem espaço para solicitações de emergência.

O presidente do Tripwire postou que estava “orgulhoso” da corte, acrescentando: “Como artista, não me envolvo com política com frequência. No entanto, como há muitos colegas se manifestando pelo outro lado nesta questão, achei que era importante me manifestar como um desenvolvedor de jogos pró-vida”.

A posição de Gibson contra o aborto não foi tolerada por vários desenvolvedores de jogos e outros profissionais da indústria americana, onde o único padrão aceitável costuma ser o radicalismo de esquerda.

No dia seguinte ao tweet de Gibson, o Shipwright Studios, que trabalhou com o Tripwire por mais de três anos em projetos como Maneater e Chivalry 2, anunciou que estava cortando relações com o estúdio.

“Embora sua posição política seja sua, no momento em que você a torna um assunto público, você envolve todos aqueles que trabalham para e com você”, escreveu a empresa em um comunicado no Twitter.

“Sabemos que é difícil para os funcionários falar ou agir nesses cenários, e eles podem não se sentir confortáveis ​​para falar o que pensam. É lamentável, mas sentimos que faríamos isso por nós mesmos, seus funcionários, seus parceiros e a indústria como um todo. É um péssimo serviço permitir que esse padrão continue sem comentários”.

“Começamos a Shipwright com a ideia de que finalmente era hora de colocar nosso dinheiro onde está nossa boca. Não podemos, em sã consciência, continuar a trabalhar com o Tripwire sob a estrutura de liderança atual”.

O desenvolvedor de Chivalry 2, o estúdio canadense TornBanner Studios, também se manifestou sobre a mensagem de Gibson.

“Não compartilhamos a opinião expressa em um tweet recente do presidente do Tripwire, editor de Chivalry 2. Essa perspectiva não é compartilhada por nossa equipe, nem se reflete nos jogos que criamos. A declaração se opõe ao que acreditamos sobre os direitos das mulheres”.

O jogo mais recentemente do Tripwire foi Chivalry 2, que incluiu o trabalho de co-desenvolvimento do Shipwright e TornBanner Studios.

O post Estúdios cortam relações com desenvolvedora de Maneater após presidente se manifestar contra o aborto apareceu primeiro em Outer Space.

Últimas