Kazuhisa Hashimoto, criador do “Código Konami”, morre aos 61 anos

O designer e programador Kazuhisa Hashimoto, criador do famoso “Código Konami”, morreu no Japão aos 61 anos, de acordo com um ex-colega. Hashimoto foi programador, designer e produtor da Konami nos anos 80 e 90 e trabalhou em clássicos como Gradius, Life Force, Snatcher, International Superstar Soceer e Goal Storm. Mas seu maior legado é… O post Kazuhisa Hashimoto, criador do “Código Konami”, morre aos 61 anos apareceu primeiro em Outer Space.

Kazuhisa Hashimoto, criador do “Código Konami”, morre aos 61 anos

Kazuhisa Hashimoto, criador do “Código Konami”, morre aos 61 anos

Outerspace

O designer e programador Kazuhisa Hashimoto, criador do famoso “Código Konami”, morreu no Japão aos 61 anos, de acordo com um ex-colega.

Hashimoto foi programador, designer e produtor da Konami nos anos 80 e 90 e trabalhou em clássicos como Gradius, Life Force, Snatcher, International Superstar Soceer e Goal Storm. Mas seu maior legado é o Código Konami (Konami Code), uma sequência de comandos que acionava um modo de trapaça em vários jogos da Konami.

O Código Konami (↑ ↑ ↓ ↓ ← → ← → B A) foi usado pela primeira vez na versão NES de Gradius. A ideia inicial de Hashimoto era facilitar o trabalho dos testadores, que não podiam perder muito tempo encarando o alto desafio dos jogos da época e, usando o código, tinham a opção de acessar todos os “power ups” da nave. Mais tarde, foi decidido deixar o código no lançamento de varejo do jogo, pois a Konami acreditava que era muito difícil para o público geral acioná-lo acidentalmente durante o jogo.

Hashimoto explicou como pensou no código em uma entrevista em 2003: “Eu tinha um cara subordinado a mim que ajudou na versão coin-op de Gradius. Essa é realmente difícil. Eu não tinha jogado muito e, obviamente, não consegui vencer, então criei o Código Konami. Porque eu era quem iria usá-lo, eu tive certeza de que era fácil de lembrar”.

“O jogo levou cerca de meio ano para se desenvolver e, na época, montar o código era como um quebra-cabeça divertido. ‘Como diabos vou conseguir encaixar essas senhas no programa?’, eu me perguntava”.

O Código Konami acabou sendo implementado em todos os lançamentos seguintes da Konami para os consoles da época e eventualmente foi descoberto pelo público. Várias homenagens a ele foram prestadas por outras produtoras, e jogos como Fortnite, Rocket League e League of Legends guardam surpresas para quem entra a sequência de comandos.

Bem estabelecido na cultura nerd popular, o código também foi usado para acessar configurações secretas no Netflix, referenciado pela Alexa da Amazon e mencionado no filme Detona Ralph da Disney.

O post Kazuhisa Hashimoto, criador do “Código Konami”, morre aos 61 anos apareceu primeiro em Outer Space.