Outer Space Produtora pede desculpas após trailer “racista” de jogo do PS5

Produtora pede desculpas após trailer “racista” de jogo do PS5

O estúdio independente Neostream pediu desculpas por possíveis ofensas e prometeu mudanças após ser acusado de racismo no trailer de seu jogo de estreia para PlayStation 5, Little Devil Inside. Revelado durante a apresentação do PlayStation 5 na semana passada, Little Devil Inside mostraria, segundo alguns, estereótipos racistas de tribos africanas em uma cena na… O post Produtora pede desculpas após trailer “racista” de jogo do PS5 apareceu primeiro em Outer Space.

Outerspace
Produtora pede desculpas após trailer “racista” de jogo do PS5

Produtora pede desculpas após trailer “racista” de jogo do PS5

Outerspace

O estúdio independente Neostream pediu desculpas por possíveis ofensas e prometeu mudanças após ser acusado de racismo no trailer de seu jogo de estreia para PlayStation 5, Little Devil Inside.

Revelado durante a apresentação do PlayStation 5 na semana passada, Little Devil Inside mostraria, segundo alguns, estereótipos racistas de tribos africanas em uma cena na qual o protagonista é perseguido por inimigos vestidos com tangas, dreadlocks e máscaras que ressaltam lábios grandes.

Em uma declaração compartilhada nas redes sociais, a equipe do Neostream disse que “Estereótipos racistas de qualquer tipo não eram absolutamente intencionais, não estávamos cientes das conotações estereotipadas e desejamos pedir desculpas a qualquer um que possa ter sido ofendido pelo design dos personagens”.

O desenvolvedor, baseado na Coreia do Sul, disse que nunca foi sua intenção criar “desenhos de personagens referentes a quaisquer tribos humanas africanas e/ou afro-americanas”.

Após se desculpar, o estúdio prometeu corrigir o suposto “erro” e disse que removerá os dreadlocks, alterará a aparência dos lábios e o tom da pele, além de ajustar as zarabatanas para fazê-las parecer “menos como um cigarro de maconha”. E se isso não for suficiente, os desenvolvedores podem “mudar completamente o design” desses inimigos.

“É uma caricatura racista, lmao”, tuitou a conta verificada Angry Black Woman no Twitter, um dia após a revelação do trailer de Little Devil Inside. “Os lábios, os deads — esses são estereótipos”.

Em sua justificativa, o estúdio disse que buscou inspiração e referências em outras obras, como nos personagens Kakamora de Moana, da Disney.

“A intenção do projeto era criar personagens que sejam protetores/guardiões de uma região mística específica no mundo de Little Devil Inside”, escreveu a equipe do jogo. “Não estávamos produzindo desenhos de personagens referenciados em nenhuma tribo humana africana e/ou afro-americana real”.

“O foco era criar máscaras coloridas e nossos designers estavam pesquisando máscaras de todas as culturas. Como personagens do jogo, eles se movem em grupos e usam dardos que paralisam quando atingidos. Queríamos adicionar personalidade ao design da máscara e dar vida a ela – algo como os pequenos personagens Kakamora em Moana da Disney”.

“No entanto, independentemente de nossas intenções, se alguém se ofendeu de alguma forma, pedimos desculpas sinceras”, concluiu o estúdio. “Em resumo, este é o nosso primeiro jogo e ainda somos ingênuos em muitas áreas. Como sempre, agradecemos a todos pelo apoio!”

Little Devil Inside está em desenvolvimento há muitos anos e começou como um projeto para o Wii U. Após uma campanha de financiamento coletivo no Kickstarter, o jogo sumiu da mídia, até reaparecer na quinta-feira como um projeto para o PlayStation 5, ainda sem data de lançamento definida.

O post Produtora pede desculpas após trailer “racista” de jogo do PS5 apareceu primeiro em Outer Space.

Últimas