Outer Space Sony espera que Activision cumpra acordos existentes, após aquisição pela Microsoft

Sony espera que Activision cumpra acordos existentes, após aquisição pela Microsoft

A Sony respondeu pela primeira vez à proposta de aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft e disse que espera que os jogos permaneçam multiplataforma devido a acordos contratuais. “Esperamos que a Microsoft cumpra os acordos contratuais e continue a garantir que os jogos da Activision sejam multiplataforma”, disse um porta-voz da Sony ao Wall Street… O post Sony espera que Activision cumpra acordos existentes, após aquisição pela Microsoft apareceu primeiro em Outer Space.

Outerspace
Sony espera que Activision cumpra acordos existentes, após aquisição pela Microsoft

Sony espera que Activision cumpra acordos existentes, após aquisição pela Microsoft

Outerspace

A Sony respondeu pela primeira vez à proposta de aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft e disse que espera que os jogos permaneçam multiplataforma devido a acordos contratuais.

“Esperamos que a Microsoft cumpra os acordos contratuais e continue a garantir que os jogos da Activision sejam multiplataforma”, disse um porta-voz da Sony ao Wall Street Journal nesta quinta-feira.

Até Call of Duty Black Ops Cold War de 2020, a Sony tinha um contrato de exclusividade temporária com a Activision que fazia com que os DLCs chegassem ao PlayStation com um mês de antecedência. Os usuários do PlayStation também recebem vários bônus no recente Call of Duty Vanguard, em comparação com os usuários do Xbox e PC.

A menção aos “acordos contratuais” com a Sony permanece bastante vaga e é difícil dizer exatamente se há algum contrato que impeça o lançamento de futuros Call of Duty no PlayStation.

Enquanto um jogo como Starfield estava, sem dúvida, em desenvolvimento no PlayStation 5, a aquisição da Bethesda pela Microsoft rapidamente mudou isso e transformou o jogo em um exclusivo para Xbox Series e PC. Por outro lado, a Microsoft respeitou efetivamente os acordos feitos entre a Bethesda e a Sony em relação aos exclusivos temporários Deathloop e GhostWire: Tokyo.

O futuro da franquia Call of Duty no PlayStation é necessariamente uma grande preocupação para a Sony, visto que os jogos da franquia eram os mais vendidos do PlayStation anualmente desde 2015 e uma das franquias de terceiros mais importantes para a fabricante ao lado de FIFA, GTA e Fortnite, para citar as mais populares. A Activision também possui franquias fortemente ligadas à história do PlayStation, como Crash Bandicoot, Spyro e Tony Hawk’s Pro Skater.

Embora seja bastante provável que Call of Duty se torne totalmente ou temporariamente exclusivo do Xbox, o futuro de Call of Duty Warzone não deve excluir o PlayStation, onde há uma base enorme de jogadores. A mesma lógica vale para o MMO The Elder Scrolls Online.

A Activison já confirmou a intenção de não remover os produtos existente em um documento enviado à Securities and Exchange Commission, a polícia do mercado de ações nos Estados Unidos. “Vamos honrar todos os compromissos pós-aquisição existentes. Semelhante à aquisição do Minecraft pela Microsoft, não temos planos de remover qualquer conteúdo das plataformas onde existem hoje”.

O futuro permanece incerto, porém, e o anúncio desta aquisição abalou os investidores a ponto do preço das ações da Sony Corporation cair 12,8% na Bolsa de Tóquio na quarta-feira, o que representa uma perda de capitalização de 20 bilhões de dólares e a maior queda dos papeis em 6 anos.

O post Sony espera que Activision cumpra acordos existentes, após aquisição pela Microsoft apareceu primeiro em Outer Space.

Últimas