Música Cantor Ryan Adams é acusado de assédio sexual por sete mulheres

Cantor Ryan Adams é acusado de assédio sexual por sete mulheres

Vítimas e a ex-esposa, Mandy Moore, foram ouvidas em matéria especial realizada pelo jornal The New York Times

Cantor Ryan Adams é acusado de assédio sexual por várias mulheres

Ryan Adams: acusado de assédio por sete mulheres

Ryan Adams: acusado de assédio por sete mulheres

Divulgação

Sete mulheres denunciaram o cantor indie Ryan Adams por má conduta sexual e assédio

Segundo matéria especial realizada pelo jornal The New York Times na quarta-feira (13) e que reúne as denúncias, o músico foi descrito como "dono de um padrão de comportamento manipulador ao buscar artistas com intuitos sexuais". Em alguns casos, disseram elas, ele se tornava dominador e vingativo, negando as suas ofertas sexuais quando rejeitado e submetendo as mulheres a abusos emocionais e verbais, além de assédio em textos e mídias sociais.

No texto, há uma declaração da ex-mulher dele, Mandy Moore, estrela da série This Is Us. Segundo ela, a fama e a música serviam para que Ryan controlasse as pessoas.

As acusações sobre ele não são novidade. Em 2014, o cantor se viu envolvido em denúncias de pedofilia após uma jovem de 14 anos revelar mensagens trocadas com o cantor.

Mandy Moore reforçou denúncias contra o ex

Mandy Moore reforçou denúncias contra o ex

Getty Images

Ryan utilizou as redes sociais para se defender. No Twitter, ele postou que pretende melhorar como pessoa, mas disse que o artigo era impreciso. "O que esse artigo me passa é perturbador e impreciso. Alguns de seus detalhes são deturpados; alguns são exagerados; alguns são claramente falsos. Eu nunca teria interações inapropriadas com alguém que eu soubesse que era menor de idade. Ponto", relatou.

"Eu não sou um homem perfeito e cometi muitos erros. Para qualquer um que eu já tenha machucado, não intencionalmente, peço desculpas profundamente e sem reservas", finalizou.

O advogado de Ryan Adams, Andrew B. Brettler, negou as acusações publicadas no jornal. "O sr. Adams nega que tenha se envolvido em troca de mensagens sexuais inapropriadas com alguém que ele tinha conhecimento ser menor de idade. Adams se comunica online com vários fãs e aspirantes a músicos e não se lembra de ter trocado mensagens com alguém relacionado a nada fora da música", completou.