Novo Coronavírus

Música Cerimônia do Grammy é adiada após avanço de covid-19 nos EUA 

Cerimônia do Grammy é adiada após avanço de covid-19 nos EUA 

Organizadores disseram que mudança na data de entrega dos prêmios aconteceu após conversas com especialistas e músicos

  • Música | Do R7, com Reuters

Grammy Awards  foi remarcado para o dia 14 de março devido ao aumento de casos de covid-19

Grammy Awards foi remarcado para o dia 14 de março devido ao aumento de casos de covid-19

Divulgação

A cerimônia do Grammy Awards, que aconteceria em 31 de janeiro, foi remarcada para o dia 14 de março devido ao aumento de casos de covid-19 em Los Angeles, nos Estados Unidos, de acordo com os organizadores do evento na terça-feira (5).

A nova data, anunciada pela Recording Academy e pela emissora CBS em comunicado conjunto, coincide com a cerimônia de premiação do SAG (Screen Actors Guild) para cinema e televisão. Os organizadores disseram que a cerimônia de entrega dos prêmios da indústria musical foi adiada após conversas com especialistas em saúde e músicos.

“Depois de conversas meticulosas com especialistas em saúde, nosso anfitrião e artistas programados para comparecer, estamos reagendando a 63ª edição do GRAMMY Awards® para ser transmitido no domingo, 14 de março de 2021”, informou o comunicado.

Leia também: Apresentadores gravam de casa após avanço de covid-19 nos EUA

"A deterioração da situação da Covid-19 em Los Angeles, com os serviços hospitalares sobrecarregados, as UTIs atingindo sua capacidade máxima e as novas orientações dos governos estaduais e locais, tudo nos levou a concluir que adiar nosso show era a coisa certa a fazer", acrescentou.

O sindicato SAG-AFTRA, que representa atores, jornalistas e personalidades, disse estar "extremamente decepcionado" com a data conflitante, que anunciou em julho passado.

A cidade de Los Angeles passa por uma alta no número de mortes e internações pelo coronavírus. Academias, salões de beleza e restaurantes estão fechados e moradores receberam orientações para ficar em casa o máximo possível.

Últimas