Música 'Depois da dor veio o renascimento', diz Negra Li sobre separação e nova fase da carreira

'Depois da dor veio o renascimento', diz Negra Li sobre separação e nova fase da carreira

Cantora lançou a música 'Malagueta' recentemente e prepara um novo álbum inspirado nas vivências dela ao longo dos 42 anos

  • Música | Pedro Garcia, do R7

Resumindo a Notícia

  • Negra Li fala da nova fase da carreira e vida após separação
  • A cantora mudou a maneira de pensar e a relação com o corpo
  • Artista lembra do quanto sofreu com críticas
  • Ela diz estar aberta para um novo amor
Negra Li fala de nova fase da carreira e vida pessoal

Negra Li fala de nova fase da carreira e vida pessoal

Rodolfo Magalhães/Divulgação

Para Negra Li, chegar aos 40 anos representou um renascimento. Quando completou quatro décadas de vida, há dois anos, a vida da cantora passou por uma transformação. Ela terminou um casamento de 14 anos e entrou em um processo de autoconhecimento. Hoje, a artista transforma o que viveu e aprendeu em música. Em entrevista ao R7, ela conta como lidou com o divórcio e como mudou a maneira de pensar sobre diversos assuntos.

"A minha separação foi um baque. Fiquei um tempo sem chão, são 14 anos que vivi com alguém, tenho dois filhos. Então, foi um momento muito delicado para mim. Naquele mesmo ano, completei 40 anos e fiz uma autorreflexão. Fui fazendo um balanço de todos esses anos e me sentindo cada vez mais mulher, cada vez mais potente. Estava me sentindo uma mulher fod* de ter alcançado tudo o que alcancei. Só posso agradecer, foi incrível. Depois da dor veio o renascimento. Isso está em todas as minhas canções", diz Negra Li.

Por causa desse processo de autorreflexão, a cantora afirma que aprendeu muito sobre si mesma e mudou a maneira como se relaciona com o próprio corpo. Recentemente, a artista lançou a música Malagueta, em parceria com Rincon Sapiência, e um clipe sensual para a canção, algo até então inédito para ela. "Alguns anos atrás, não faria um clipe como esse, onde mostro meu corpo. Hoje, olhando, não vejo nada de mais. Perdi esse pudor", comenta.

Outra mudança pela qual a artista passou foi em relação às críticas que recebe. Ela conta que no passado se abalava muito com comentários negativos e diz que recebia muitos deles por ser uma das mulheres pioneiras no rap brasileiro. A cantora afirma que "quem abre espaço é sempre mais atacado". Li recorda que as críticas foram grandes quando ela se aventurou por outros estilos musicais e conta que teve dificuldade de lidar com esses comentários.

"Lembro bem como foi difícil. Dos 26 aos 36 anos, foram complicados esses dez anos. Só dei ouvido às pessoas e não ganhei nada com isso, fiquei para lá e para cá. Fiquei perdida, não sabia o que fazer, com quem contar, para onde ir. Foi uma época bem conturbada artisticamente. Perdi um pouco a minha criatividade, a minha alegria de compor, desacreditei de mim mesma. São fases, todo mundo está sujeito a passar por isso", relembra.

Negra Li se prepara para lançar álbum neste ano

Negra Li se prepara para lançar álbum neste ano

Rodolfo Magalhães/Divulgação

Passado esse período, Negra Li se enxerga no "melhor momento artisticamente" e comemora as conquistas de uma longa carreira. Ao mesmo tempo que faz isso, ela também planeja os próximos passos. A artista deseja realizar uma turnê internacional, principalmente pela Europa, algo que ainda não fez. Ela também prepara um álbum para ser lançado neste ano, que contará com músicas inspiradas na história de vida dela, o que aprendeu na carreira, mensagens de conscientização e também as vivências em relações amorosas.

Sobre amor, ela garante que "a mamãe está on", mas explica que ficou um tempo sem se envolver com alguém para processar o fim do casamento. "Confesso que dei um tempinho do amor. Estava na terapia me preparando para um novo relacionamento. Aprendi na marra que não adianta terminar um relacionamento e ir para outro. Precisava de um tempo para mim e para não cair nos mesmos erros."

Últimas