Música Ex-segurança diz que Britney Spears recebia 'coquetel de medicamentos'

Ex-segurança diz que Britney Spears recebia 'coquetel de medicamentos'

Em entrevista, Fernando Flores alegou que a cantora ainda tinha seu celular monitorado e que jamais podia sair sozinha

Resumindo a Notícia

  • O caso sobre a tutela de Britney Spears ganhou novas revelações
  • Fernando Flores, ex-segurança da cantora, deu detalhes do tempo em que trabalhou para ela
  • Segundo Fernando, semanalmente, Britney recebia um coquetel de medicamentos
  • O ex-segurança diz que Britney era monitorada e precisava de permissão do pai para tudo
Ex-segurança fez revelações sobre a tutela de Britney Spears

Ex-segurança fez revelações sobre a tutela de Britney Spears

Reprodução/Instagram

Novas revelações de um ex-funcionário prometem movimentar ainda mais o caso da tutela de Britney Spears.

Fernando Flores, ex-segurança da cantora, disse ao jornal The Sun que Britney recebia semanalmente um poderoso coquetel de medicamentos, todos comprados apenas com prescrição. 

"Eu queria explicar [para Britney] o que era aquilo tudo. Três antipsicóticos e pílulas anticoncepcionais. Ela ia de sã para conversas sobre universos paralelos", explicou Fernando ao falar sobre as drogas que davam para a cantora. Segundo ele, uma mulher dava os medicamentos para Britney toda sexta-feira. 

Fernando foi contratado em 2010, quando Jamie Spears, pai de Britney, já tinha a tutela da filha, controlando grande parte das decisões da cantora: "Jamie ligava três ou quatro vezes por dia para saber como estavam as coisas". 

Ainda segundo o ex-segurança, Britney não tinha permissão de sair sozinha e pessoas que a visitavam em sua mansão de Los Angeles precisavam ter suas bolsas revistadas. Além disso, ele alega que o celular de Britney também era monitorado.

"Se ela queria alguma coisa, tinha que pedir a permissão dele", disse Fernando ao se referir ao pai de Britney. "Ela passava os dias vendo TV ou malhando", completou.

Na entrevista, Fernando também disse que Britney chorava por conta da maneira que seu pai a tratava. O ex-funcionário conta que se demitiu depois de 8 meses. 

Recentemente, Britney conseguiu o direito de escolher seu próprio advogado para dar continuidade à batalha judicial contra o pai. 

Últimas