Lenda do jazz, Ellis Marsalis morre aos 85 anos vítima do coronavírus

Pai dos também músicos Brandford e Wynton Marsalis, Ellis gravou com ícones do estilo e se tornou um dos maiores acadêmicos do estilo no mundo

Ellis Marsalis tinha 85 anos e era pai de Wynton e Brnadford

Ellis Marsalis tinha 85 anos e era pai de Wynton e Brnadford

Divulgação

Uma das maiores lendas do jazz norte-americano, Ellis Marsalis morreu aos 85 anos vítima do novo coronavírus.

O músico estava internado desde o último sábado (28), mas não resistiu aos desdobramentos da doença.

A confirmação do óbito partiu inicialmente de um dos filhos do músico, o saxofonista Brandford Marsalis na quarta (1). "É com grande tristeza que anuncio o falecimento de meu pai, Ellis Marsalis Jr., como resultado das complicações do coronavírus", afirmou Branford em um comunicado publicado em seu site.

O pianista Wynton Marsalis, outro filho de Ellis, também lamentou a perda no perfil de Twitter. "Ellis Marsalis, 1934-2020. Ele se foi do jeito que viveu: aceitando a realidade", publicou.

Além de músico requisitado e mentor dos filhos, Ellis ficou conhecido como um dos maiores acadêmicos do estilo no mundo todo, sendo professor do Centro de Artes Criativas de Nova Orleans, da Universidade de Nova Orleans e da Universidade Xavier da Louisiana. Desde 2018 Ellis integrava o Hall da Fama Musical da Louisiana.

O New York's Jazz no Lincoln Center, do qual Wynton é diretor gerente e artístico, anunciou: "Com tristeza e o coração partido, o Jazz no Lincoln Center diz adeus a Ellis Marsalis, um dos artistas e educadores musicais mais renomados desta ou de qualquer época".