Música 'Nocauteada no amor', Danna Paola exalta autocuidado em novo álbum

'Nocauteada no amor', Danna Paola exalta autocuidado em novo álbum

Cantora lançou 'K.O. (Knockout)' e conversou com o R7 sobre amor-próprio, relacionamentos, história do disco e carreira 

  • Música | Gabriela Piva, do R7*

Resumindo a Notícia

  • Danna Paola lança disco 'K.O. (Knockout)' sobre histórias que já viveu no amor
  • Em entrevista ao R7, a cantora entrega que o álbum acompanhou sua jornada até alcançar amor-próprio
  • Artista já lançou singles como 'No Bailo Sola', 'Friend De Semana' e 'Calla Tú'
Danna Paola exalta amor-próprio em novo álbum

Danna Paola exalta amor-próprio em novo álbum

Reprodução/Instagram

Apesar de Danna Paola só ter 25 anos, a cantora acumula mais de 20 de carreira. A artista ficou mais conhecida por atuar na série Elite, e deu um tempo das telinhas para se dedicar à música. O álbum K.O. (Knockout), lançado recentemente, foi uma das maneiras da dona de Contigo mergulhar no desejo de focar na indústria fonográfica.

A história da obra aborda a vida amorosa de Danna. As músicas, inclusive, apresentam o passo a passo de um relacionamento. Como, por exemplo, a terceira faixa, No Bailo Sola, parceria da cantora com Sebástian Yatra, e Sola, que ocupa o 6º lugar no álbum.

"No Bailo Sola vem antes de Sola porque o álbum conta uma história.A primeira música fala sobre quando você está flertando com alguém, aposta na pessoa para ver como a relação se desenvolve e percebe que ela não é boa para você, e a partir daí vem Sola", explicou Danna em entrevista ao R7

"Não era o primeiro significado da música [No Bailo Sola] quando cantei o hit com Sebástian Yatra, mas foi por isso que a coloquei antes de Sola. Queria contar uma história e como tudo aconteceu. Você pode ficar sozinha ou sozinho se quiser, mas isso acontece quando você está se encontrando, sabe? É quando você convive consigo mesmo, se conhece, sabe quem é bom para você e quem não é, daí vem o rompimento da relação — quando percebe que a pessoa estava mentindo para você. Não era amor de verdade, era tudo mentira (risos)", concluiu. 

Como alguém que conhece bem o que é ser uma celebridade, já que está nos holofotes desde os 4 anos, a artista busca inspirar outras jovens ao expor sua "terapia" em Knockout. Ela transformou toda a sua dor em arte e aprendeu a "estar bem consigo mesma".

Danna Paola lança 'K.O.'

Danna Paola lança 'K.O.'

Reprodução/Instagram

"Todos os processos de relacionamento foram muito difíceis em todos os meus namoros. Eu mudei quem eu era muitas vezes. Tentei ser perfeita e ser quem a outra pessoa queria que eu fosse, mas acho que isso não está certo", contou. "Também fui vítima de muito machismo, com toda certeza, e, depois de tudo isso, eu me vejo mais decidida. Eu sei o que eu quero para mim mesma após todos esses relacionamentos. Eu acho que você aprende muito sobre si mesma, é um processo se encontrar primeiro, colocar-se em primeiro lugar e, se você não se amar, não pode amar ninguém. Eu acho que é algo muito bom para aprender", completou.

Danna revelou que já foi muito "nocauteada" (K.O., em inglês, significa nocaute) pelo amor: "Todas as vezes em que me relacionei, eu fui nocauteada. Tive muito azar no amor, mas agora eu estou saudável, em uma fase boa. Depois de tudo isso e de todas as músicas que falam sobre corações quebrados, eu estou bem. Estou curtindo esse álbum, esse lançamento. Não vou mais chorar. Estou muito animada em compartilhar meus sentimentos com todas as pessoas, o disco é como um diário e um livro da minha vida", afirmou. 

Com o lançamento de K.O., Danna se tornou a primeira artista solo mexicana a alcançar o Spotify Top Ten Global Album Debuts, em 4º lugar, e no Top 10 dos EUA, na parada de estreia de álbuns, na 7ª posição. O disco tem 11 faixas no total e conta com participações especiais, como a de Luísa Sonza e Aitana em Friend De Semana. Seu mais recente lançamento foi Calla Tú.

Confira clipe:

Últimas