Plácido Domingo deixa ópera Don Carlo após acusações de assédio

"Plácido é um excelente cantor e artista e estamos imensamente gratos pelo seu apoio e compromisso ao longo de várias décadas", diz comunicado

Plácido Domingo deixa ópera Don Carlo, em Londres, após acusações de assédio

Plácido Domingo deixa ópera Don Carlo, em Londres, após acusações de assédio

Francisco Guasco / EFE - 19.4.2019

Plácido Domingo e a Royal Opera House decidiram conjuntamente que o tenor espanhol não participará das apresentações de Don Carlo programadas para o mês de julho em Londres, informou o teatro da capital britânica.

Em comunicado, a Royal Opera House explica que vai iniciar um processo de seleção para substituir o tenor de 79 anos, que admitiu a sua responsabilidade em vários casos de assédio sexual denunciados nos Estados Unidos.

Na breve nota, a casa destaca que não recebeu acusações de má conduta contra Plácido durante a sua estadia em Londres, mas ressalta que entende as razões dadas por ele para a desistência.

"Plácido é um excelente cantor e artista e estamos imensamente gratos pelo seu apoio e compromisso ao longo de várias décadas", acrescenta o comunicado.

Em fevereiro, foi anunciado que as apresentações do cantor programadas para maio na Espanha foram canceladas, e seu nome foi retirado do Centro de Perfeição do Palácio das Artes Rainha Sofia, em Valência, após o intérprete ter admitido sua conduta.